SÉRIE VILÕES – BATMAN

Capa


Fala galera, enfim chegou o post onde falaremos sobre esse herói fantástico, aquele que pra mim tem os melhores vilões, os vilões mais bem criativos e mais bem bolados de todos.

Ao contrário dos outros posts onde explico um pouco sobre o herói antes de falar sobre seus vilões, nesse caso acho que não seria necessário devido ao fato de todos os fãs de hq e de heróis em quadrinhos já saberem de có a história do nosso homem-morcego. 

Batman

Ao lado do Spiderman, o Batman é o herói que tem mais vilões fodas. Eu tentei ser bem justo na escolha dos vilões dele, porém procurando aqui achei mais de 40 e não ficaria muito legal um post com tantos vilões, então separei 30 (recorde até aqui nesse quadro de vilões) para falar sobre eles, alguns que ficarão de fora poderá aparecer futuramente como vilão de outro herói, pois muitos deles sempre acabam se aventurando em outras histórias.

Então chega de enrolação e vamos aos vilões…


30 – Rei dos Condimentos (Condiment King)

30

Este cara não é icônico, muito menos popular. Mas é absolutamente hilário! Depois de ter sido vítima de uma lavagem cerebral feita pelo Coringa, e de ter passado um tempo em Arkham, Mitchell Mayo voltou para as ruas de Gotham como o Rei dos Condimentos.
Para derrotar os seus inimigos ele usa duas pistolas que disparam condimentos (Ketchup e Mostarda)… Afinal de contas, ele é o Rei dos Condimentos!

Alter Ego: Mitchell Mayo
Primeira Aparição: Aves de Rapina # 37 ( Janeiro de 2002 ).


29 – Silêncio (Hush)

29

Mesmo quando criança Thomas “Tommy” Elliot nutria um grande ódio contra seus pais. Esse sentimento foi aflorando na juventude (principalmente com ajuda do Dr. Jonathan Crane, o Espantalho) ao ponto de utilizar seus conhecimentos em mecânica para desconectar os freios do carro deles, o que provocou um acidente. Mas graças a interveção de Thomas Wayne a mãe sobreviveu, e como ficou quase incapacitada o jovem se viu forçado a cuidar dela dia e noite, devido a isso ele nunca perdou os Wayne e também passou a odiá-los. Movido pelo mais profundo rancor Elliot (25 anos) adota o nome de Silêncio para destruir Bruce Wayne (24 anos) definitivamente, mas durante uma luta contra o Coringa é mortalmente ferido, embora Batman tivesse escolhido salvá-lo, o que só servia para aumentar mais ainda sua raiva. Ao ouvir os rumores sobre a mão negra, Silencio resolve lançar a cartada final, ele sequestra Selina Kyle (24 anos) e retira o coração dela, demandando em troca Batman. Quando se encontram o vilão revela o verdadeiro motivo pelo qual utiliza bandagens em volta do rosto: Durante anos ele conduziu diversas Auto-cirurgias para conseguir um rosto identico ao de Bruce Wayne com objetivo de destrui-lo, o plano não só deu errado como Selina se vinga depredando toda a fortuna do vilão que fica na miséria. Quando descobre a “morte” de Bruce Wayne, Silêncio se aproveita e toma a identidade do bilionário, mas é logo confrontado pelos novos Batman e Robin juntos a vários heróis, que o ameaçam caso ouse danificar o legado do cruzado encapuzado.

Alter Ego: Thomas Elliot
Primeira Aparição: Batman #619 (Setembro de 2003).


28 – Talia al Ghul

28

Ela apareceu pela primeira vez em Detective Comics # 411 (maio 1971). Seu papel como par romântico de Batman é recorrente. Na trama, ela foi resgatada por Batman das mãos do Dr. Darkk, apresentado como o líder da Liga dos Assassinos. Por fim foi revelado que a Liga é na verdade parte da extensa organização criminosa de Ra’s al Ghul, O Cabeça do Demônio, e que Darkk aparentemente se rebelara contra Ra’s após falhar em uma missão e receber uma sentença de morte por conta de seu fracasso. Ao final da história ela atirou em Darkk para salvar a vida de Batman.

Seu pai, líder de um império mundial do crime, considera o guardião de Gotham City o único homem digno de casar com Talia e herdar sua posição. Batman não possui interesse em comandar o império criminoso, mas ele tem interesse em Talia.
Ela é uma personagem complexa, não exatamente heroína ou vilã, mas uma anti-heroína. Ela cometeu sim atos criminosos, no entanto, eram geralmente oriundos da lealdade para com seu pai e não para benefício pessoal. Ela salvou a vida de Batman ou o ajudou em muitas ocasiões, não raro salvando-lhe a vida. Recentemente ela auxiliou o herói nos eventos que resultaram na queda de Lex Luthor.

Alter Ego: Taliay Demy al Ghul
Primeira Aparição: Detective Comics #411 (Maio de 1971).


27 – Professor Porko (Professor Pyg)

27

Professor Porko, vilão do Batman, iniciou sua carreira criminosa na época em que Dick Grayson vestia o manto do Cruzado Encapuzado. Porko tem uma obsessão em fazer pessoas “perfeitas”, sendo que para atingir esse objetivo ele transforma suas vítimas em “Bonecatrônicas”, um processo que liga falsas faces deformadas nos rostos verdadeiros de forma permanente, juntamente com lobotomia cerebral e controle mental.

Não possui habilidades meta-humanas, porém é um sociopata e habilidoso cirurgião.

Alter Ego: Lazlo Valentin
Primeira Aparição: Batman #666 (Julho de 2007).


26 – Doutor Hurt (Doctor Hurt)

26

Poucos vilões chegaram tão perto de aniquilar o Cavaleiro das Trevas como o Doutor Hurt. Isso porque esse médico satanista chamado Simon Hurt revelou-se um ancestral de Bruce Wayne que permaneceu vivo magicamente por centenas de anos — o que deu a ele muito tempo livre para planejar a derrocada de seu parente super-herói.

Ele é um brilhante psicólogo cuja verdadeira identidade e natureza é um enigma; Ao longo da corrida de Morrison, ele tem sido fortemente implícito, às vezes, para ser o Diabo, o demônio Barbatos , um ancestral supernaturalmente habilitado de Bruce Wayne, o gêmeo malvado de Bruce Wayne, o pai de Bruce Wayne, um instrumento de Darkseid e talvez até o próprio Darkseid. Hurt é dedicado a destruir completamente Batman no corpo, na mente e na alma, e substituí-lo por uma contraparte corrupta e malvada.

O doutor Hurt liderou tanto a luva preta como o clube dos bandidos contra Batman no “Batman RIP” Hurt foi o principal antagonista da corrida de Morrison nos títulos de Batman de 2007 a 2011, aparecendo em Batman , The Return of Bruce Wayne e Batman e Robin , bem como por trás das cenas em Final Crisis .

Alter Ego: Simon Hurt
Primeira Aparição: Batman # 156 (Junho de 1963).


25 – Lady Shiva

 

25

Lady Shiva é provavelmente a assassina mais mortal no DC Universe. Shiva treinou o Batman e também treinou o terceiro Robin, Tim Drake. A filha de Shiva, Cassandra Cain, mais tarde se tornaria a segunda Batgirl.

Lady Shiva está determinada a se provar como a maior guerreira de artes marciais de todos os tempos — mesmo que para isso precise passar a vida vagando pelo planeta encarando e derrubando qualquer maluco que passe por seu caminho. E a moça é habilidosa o bastante até para ensinar uma coisinha ou outra ao Batman ao longo dos anos.

Alter Ego: Sandra Woosan
Primeira Aparição: Richard Dragon, Kung Fu Fighter # 5 (Dezembro de 1975).


 24 – Zsasz

24

É um assassino em série que mata com uma faca e faz uma pequena marca em si próprio por cada vitima. O nome de Zsasz é derivado do nome do psiquiatra Thomas Szasz; Grant (seu criador) reparou no nome enquanto visitava uma biblioteca.

Victor Zsasz foi bem criado por sua família rica, que o tratava com amor e tinha orgulho de Victor, que sempre tirava boas notas. Aos 25 anos de idade perdeu sua família em um acidente, desde então, se viciou na jogatina, renegando seus negócios perdeu toda a sua fortuna. Para Zsasz, sua vida não tinha mais propósitos, e começou avagar pelas ruas sem objetivo, até que um dia um mendigo tentou roubá-lo usando uma faca. Zsasz conseguiu tirar-lhe a faca, e em seguida o matou. Naquele momento ele passou a sentir orgulho do que havia feito, e fez um corte em si mesmo para lembrar-se desse dia. Desde então, se viciou em matar outras pessoas, sempre se cortando para lembrar-se.

Alter Ego: Victor Thomas John Paul Zsasz
Primeira Aparição: Batman: Shadow of the Bat #1 (Junho de 1992).


23 – Vagalume (Firefly)

23

Garfield Lynns é um falido especialista em efeitos especiais de filmes que tentou assaltar um teatro, porém foi impedido por Batman e Robin. Ele fugiu rapidamente e Batman, ao persegui-lo, observou à distância uma luz de vagalume na escuridão da noite. Pensando ser a luz do cigarro de Lynns, Batman corre até ela e permite que Lynn escape. Inspirado neste episódio, Lynns torna-se o Vagalume, utilizando vários efeitos de luz e ilusões de ótica em seus crimes. Além de Batman e Robin, ele torna-se inimigo de Rastejante e dos Renegados. Posteriormente, Vagalume torna-se o mentor de Mariposa Assassina no crime.

Alter Ego: Garfield Lynns
Primeira Aparição: Detective Comics #184 (Junho de 1952)..


22 – Cara-de-Barro (Clayface)

 

22

O Cara-de-Barro original chamava-se Basil Karlo. Sua primeira aparição nos quadrinhos ocorreu na revista Detective Comics #40, de junho de 1940. Karlo é um actor que enlouqueceu após saber que um filme de terror clássico estrelado por ele, The Terror, seria refilmado com outro ator no papel principal. Usando a máscara do monstro do filme, Cara-de-Barro, mata todo o elenco e a equipe técnica da refilmagem. É derrotado por Batman e Robin e levado para o Asilo Arkham.
Reaparece na Detective Comics #49, de março de 1941, depois que o camburão que se encontra cai em um penhasco. Volta a vestir a máscara do Cara-de-Barro para, desta vez, perseguir a namorada de Bruce Wayne. Porém, é novamente capturado pela Dupla Dinâmica. Anos mais tarde, organiza a Quadra de Lama, quadrilha com todos os quatro Caras-de-Barro, mas após injetar em si mesmo amostras de sangue dos outros três vilões, Basil acaba derretendo e ficando desaparecido por anos. Tempos depois, Basil adquire total controle sobre seu corpo, agora maleável permanentemente, além de possuir o toque de derretimento, sem o bônus de sentir dores caso não o use.

Alter Ego:  Basil Karlo 
Primeira Aparição: Detective Comics # 40 (1940).


21 – Morcego-Humano (Man-Bat)

 

21

Kirk era um cientista especialista no estudo de morcegos, até o dia em que desenvolveu um soro capaz de dar aos humanos poderes como a audição e a visão dos morcegos, além da capacidade de voar.
Na versão original pré-crise, Kirk era um fã do Homem Morcego e queria obter os poderes de um Homem Morcego de verdade, não esperando que, contra sua vontade, ganhasse aspecto monstruoso. Ele usou o soro em si mesmo, pensando que poderia controlar a mutação, mas se transformou num monstro híbrido de humano e morcego. Nos seu primeiros confrontos com Batman,ele estava tentando roubar um produto das Empresas Wayne capaz de inverter sua transformação, e, por compaixão, Bruce Wayne aplica o antídoto em Langstrom. Mas, depois de um certo tempo, ele faz umas modificações no seu soro, que o permite se transformar em humano ou em morcego na hora que bem quiser, porém, ele fica viciado no soro e não consegue mais se livrar dele.

Na versão de sua origem, criada após a Maxi Série Zero Hora, Kirk criara a fórmula por ser surdo, querendo corrigir seu sistema auditivo. Mas o experimento dá errado e ele se torna um monstro irracional. Atualmente, Kirk conseguiu controlar seu impulso assassino, por conta da ajuda de Batman e Barbara Gordon, a Oráculo. Eventualmente contribui com o combate ao crime em Gotham City. Ele é casado com Francine Langstrom, tendo filhos com ela. Eventualmente, todos os membros da família conseguem se tornar em Morcegos Humanos.

Alter Ego: Robert Kirkland Langstrom
Primeira Aparição: Detective Comics #400 (Junho de 1970).


20 – Chapeleiro Louco

20

O Chapeleiro Louco (The Mad Hatter) é um vilão, inimigo de Batman, criado por Bob Kane e Bill Finger, inspirado no personagem The Hatter do livro de Lewis Carroll, Aventuras de Alice no país das Maravilhas (Alice´s Adventures in Wonderland” e surgiu pela primeira em Batman #49 de outubro de 1948. O nome verdadeiro do Chapeleiro é Jervis Tetch, um especialista em neurociência que fazia experimentos sobre controle mental através de chips de computador em ratos e depois em seres humanos.
Tetch pensou em se tornar um criminoso quando tentou matar Alicia, sua assistente por ela não corresponder ao seu amor. Uma vez que a pessoa estivesse sobre seu controle, poderia fazer muitas coisas como por exemplo cometer suicídio ou obedecer-lhe cegamente. Pensando nisso tentou manipular a mente de Alicia para torná-la uma obediente e adorável esposa, mas Batman acabou seu plano macabro e prendeu no Asilo de Arkham.

Alter Ego: Jervis Tetch
Primeira Aparição: Batman #49 (Outubro de 1948).


19 – Crocodilo 

 

19

Waylon Jones nasceu com uma doença genética que lhe dava garras, pele e dentes de réptil. O seu nascimento foi tão violento que causou a morte da sua mãe. Sua infância foi muito difícil, pois as outras crianças zoavam ele pela sua aparência fora do comum. Um dia Waylon quase matou uma dessas crianças, o que fez com que ele fosse enviado para um reformatório. Durante os oito anos que passou por lá, o seu ódio pelos humanos foi crescendo. E quando fez 18 anos ele decidiu “comemorar” praticando o seu primeiro assassinato.

Depois do crime, Waylon cumpriu uma sentença de 20 anos na prisão. Quando foi finalmente libertado, ele se juntou a um circo itinerante, ganhando o nome de “Crocodilo”. Os outros membros do Circo acabaram se tornando sua família. Mas agora Crocodilo decidiu se mudar para Gotham para viver uma vida de crime. Graças ao seu físico imponente, ele conseguiu dominar uma grande parte da máfia da cidade, mas encontrou em Batman um grande adversário.

Alter Ego: Waylon Jones
Primeira Aparição: Detective Comics #523 (Fevereiro de 1983).


18 – Carmine Falcone

18

Carmine “O Romano” Falcone é um criminoso fictício do Universo DC, inimigo de Batman. Foi criado pelo prestigiado escritor Frank Miller para a série Batman – Ano Um. Falcone é o chefe da mais poderosa família de mafiosos em Gotham City, e controla negócios ilícitos na cidade, como narcotráfico ou tráfico de armas. De origem italiana, é possível que tenha sido baseado em Don Vito Corleone, personagem mafioso de Mario Puzo. Tem como testa de ferro de seu clã criminoso o mercenário Salvatore Maroni, a quem ordenou que desfigurasse o rosto de Harvey Dent, notável promotor, transformando-o no criminoso Duas-Caras. Já sabendo que Carmine havia ordenado aquilo, Duas-Caras mata o mafioso após algum tempo como forma de vingança, deixando a família nas mãos de Salvatore e dos filhos de Carmine. Em vida, Falcone possuía contatos no Departamento de Polícia de Gotham, quando Loeb era o comissário, e os possuiu até a morte.

Alter Ego: Carmine Falcone
Primeira Aparição: Batman # 404 ( Fevereiro de 1987 ).


17 – Anarquia (Anarky)

17

Lonnie Machin é um garoto superdotado e anti-social. Aos onze anos de idade, como parte de um programa escolar, correspondia-se com outra criança, Xuasus, um menino de um país não identificado. A cada mês, eles deveriam escrever uma carta um ao outro, contando os acontecimentos de suas vidas. Lonnie se sentia muito triste com as diferenças nos estilos de vida seu (classe média americana) e de seu amigo (que muitas vezes passava fome). Após um ano de contato, Xuasus parou de escrever, e todas as cartas escritas por Lonnie retornaram, sem chegarem ao seu destino. Somente no ano seguinte, Lonnie obteve uma resposta de seu amigo. Na carta, Xuasus relatou que seu pai fora preso, sua mãe havia adoecido, sua irmã faleceu de desnutrição e ele, aos onze anos, perdera sua casa.
Preocupado com o amigo, o jovem tornou-se um leitor compulsivo, que acabou descobrindo que o país de Xuasus era um país do Terceiro Mundo, sob domínio de uma ditadura, e que estava em confronto contra guerrilhas marxistas. Tais guerrilheiros obtinham lucro com a guerra, através do tráfico de armas oriundas do mundo ocidental. Além das descobertas, o estudo sobre a guerra e a violência política levaram Lonnie a simpatizar com os ideais radicais. Lonnie percebeu que todas as guerras eram causadas pelas elites políticas e decidiu realizar ataques para dar chances ao povo de lutar por um modo de vida anarquista. Criou um traje vermelho contendo o símbolo anarquista (a letra “A”), com chapéu e com uma máscara dourada. Montou o traje sobre um manequim, para lhe dar uma imagem de maior estatura e, usando de sua inteligência e um bastão taser, saiu em sua missão, inicialmente atendendo os apelos do povo publicados em jornais de Gotham City.

Alter Ego: Lonnie Machin
Primeira Aparição: Detective Comics #608 (Novembro de 1989).


16 – Pistoleiro (Deadshot) 

16

No Universo DC, o Pistoleiro é um assassino de aluguel, contratado pelos vilões para matar seus inimigos. Inicialmente surgiu em Gotham City como um vigilante, mas foi revelado que na verdade era um criminoso quando tentou assumir o lugar de Batman. Quando seu plano deu errado, ele tentou ser um chefão do crime. O Comissário Gordon descobriu seus interesses, e ele acabou sendo preso. Recentemente, foi recrutado por Amanda Waller para fazer parte do Esquadrão Suicida, junto com o Capitão Bumerangue, Plastique e outros supervilões que estavam à serviço do governo. Numa das missões do Esquadrão, a filha de Floyd foi raptada, estuprada e assassinada por um pedófilo, com quem mais tarde Floyd reencontraria e mataria. Provavelmente seu traço mais característico é o de querer morrer em grande estilo: enquanto ele não cometer suicídio, ele simplesmente não se importa se vai morrer.

Pistoleiro tem uma enorme habilidade para lidar com armas de todos os tipos, sejam elas : armas brancas (facas, espadas, canivetes, Armas de fogo (revólver, espingarda, metralhadora e preferencialmente o fuzil de precisão). Ele também é um excelente lutador. Ele já tinha uma grande mira e totalmente mortal com um fuzil de precisão, mas ao seu olho ser danificado, Floyd dá uma “caída” em sua carreira de mercenário, até receber um aparelho biônico que Lawton colocou no olho, melhorando sua mira, assim, ele ficou exímio em todas as armas, mas ainda tendo um carinho especial com o fuzil de precisão.

Alter Ego: Floyd Lawton
Primeira Aparição: Batman # 59 ( Junho de 1950 ).


15 – Máscara Negra (Black Mask)

15

Sua identidade secreta é Roman Sionis, um ex-amigo de infância de Bruce Wayne. Quando seus pais morreram ele assumiu o comando da empresa de cosméticos da família, sua inabilidade para os negócios quase levaram-na para a falência quando sua namorada, Circe, se ofereceu para testar uma nova linha de cosméticos desenvolvidas por ele. Porém, sua nova linha de cosméticos desfigurou sua face. Para evitar um escândalo, e, como prova de amizade sua com Sionis, Bruce Wayne comprou a empresa de Sionis. Porém Sionis se sentiu humilhado por este ato e culpou Wayne pela sua desgraça. Fanático por máscaras desde criança, Roman construiu uma para si com a madeira do mausoléu de seus pais, adotando a identidade de Máscara Negra para se vingar de Bruce.

Com o tempo Sionis virou um chefe do crime. Em uma de suas lutas com o Batman sua máscara se incendiou e fez seu rosto ficar igual à sua máscara. Após os eventos de Jogos de Guerra, Máscara Negra se tornou o novo chefe do crime de Gotham City. Como novo chefe do crime organizado, formou diversas alianças sendo que a mais notável foi com a Sociedade Secreta dos Vilões, que foi feita com o intuito de derrotar o novo Capuz Vermelho (Jason Todd),que estava atrapalhando seus negócios. Acabou sendo morto pela Mulher-Gato, pois torturou a sua irmã Maggie Kyle.

Alter Ego: Roman Sionis
Primeira Aparição: Batman #386 (Agosto de 1985).


14 – Hugo Strange

14

Hugo Strange não é apenas um dos vilões mais antigos do Batman, como também foi um dos poucos que deduziu sozinho a identidade secreta do Cavaleiro das Trevas. O alto nível intelectual do insano psicológo o coloca em um elevado patamar que poucos antagonistas do Homem-Morcego conseguiram alcançar.

Ele é um psicólogo que antigamente trabalhava no Asilo Arkham, mas hoje passou a ser seu próprio interno. Ele é obcecado por Batman, até que acaba por descobrir a identidade secreta do herói. Mas, mergulhado em sua loucura, não a revela a ninguém.

Hugo Strange, apesar de não ter poderes, é um mestre em psicologia e psiquiatria. Ele pode usar tais conhecimentos para hipnose e antecipar os movimentos de um inimigo previamente estudado. Seus conhecimentos de yoga permitem a ele diminuir suas funções autonômicas para simular morte clínica.

Alter Ego: Hugo Strange
Primeira Aparição: Detective Comics #36 (Fevereiro de 1940).


13 – Ventríluquo 

13

Mesmo como uma criança, Wesker era um ser humano manso e tímido. Quando ele era muito jovem, seus pais o levaram aos estaleiros Gotham cidade para ver um albatroz. O albatroz era algo de uma atração local, mas Wesker tinha pavor dele. Ele gritou para seu pai, exigindo que ele levá-lo para casa. Manequins Um caminhão de Spivey gritado pela rua golpear os pais de Arnold, matando-os instantaneamente diante dos olhos do jovem rapaz. Wesker estava convencido de que o albatroz era um presságio que trouxe desgraça para sua família. O choque de testemunhar a morte de seus pais forçados Arnold para reprimir qualquer emoção. Ele engarrafada sua raiva e hostilidade por muitos anos vindouros.

Como um adulto, Wesker sofreu um surto psicótico e matou um homem durante uma bar-luta (por conta própria de Wesker, o assassinato foi completamente acidental). Ele foi preso e enviado para a prisão Blackgate. O pessoal da prisão colocou-o em um beliche com um companheiro de cela chamado Donnegan. Donnegan tinha construído um fantoche para o próprio chamado Woody, Woody foi esculpida a partir da árvore Gotham Gallow onde os prisioneiros Blackgate receberam o castigo final. Ele havia sido dominar a arte de ventriloquismo. Wesker ficou encantado com o boneco, mas Donnegan era muito protetor de Woody e se recusou a permitir Wesker para tocá-lo. Um dia, Arnold se viu sozinho com Woody. Quando Donnegan descobri-los, ele deu um soco Wesker no rosto, gritando que ninguém toca seu boneco.
Mais tarde, Arnold acaba morrendo e deixa seu bonece Scarface, que é encontrado por uma mulher desconhecida aparentemente com os mesmos problemas psicológicos do Ventríloquo anterior.

Alter Ego: Arnold Wesker
Primeira Aparição: Detetive Comics # 583 (Fevereiro de 1988).


12 – Ra’s al Ghul

 

12

Ra’s nasceu no Oriente Médio em algum momento incerto anterior ao Século XVII. Sendo uma pessoa extremamente inteligente e culta, Ra’s pesquisou química e biologia por anos até conseguir desenvolver uma poderosa mistura de ácidos e venenos que tinham o efeito de cura extrema, podendo ressuscitar corpos de falecidos. Assim, Ra’s, toda vez que morria, seja por envelhecimento, doença ou assassinado, era ressuscitado após ter seu corpo inerte banhado nesta improvável mistura química a qual batizou de “Poço de Lázaro”. Assim Ra’s continua vivo há séculos, acumulando conhecimento, riqueza, tecnologia e poder. Com o tempo, Ra’s desenvolveu uma filosofia particular, a qual atraiu seguidores radicais dispostos a morrer e matar em seu nome. Os ideais de Ra’s são, a princípio, bem intencionados e nobres, pois ele busca salvar a Humanidade das doenças, guerras e devastação ecológica, porém, para tanto, Ra’s decidiu que é preciso diminuir drasticamente e imediatamente o tamanho da população humana, e que a população restante seja completamente obediente e limitada ao seu governo monocrático totalitário.

Ra’s conheceu Batman através de sua filha Talia al Ghul (ou Talia Head na versão anglicizada de seu nome), uma anti-heroína na melhor acepção do termo, a qual namorava o vigilante. Ao ver o potencial, intelecto, determinação e coragem que caracterizavam o Homem-Morcego, Ra’s tentou amealhá-lo à sua causa, sonhando que sua filha tivesse com o vigilante de Gotham filhos herdeiros das capacidades extraordinárias de ambos, herdeiros dignos da utopia distorcida de Ra’s. Porém, Batman nunca aceitou a visão de Ra’s, não só a rejeitando, como também combatendo-o muitas vezes. Ra’s perdeu, com o tempo, a esperança de conquistar Bruce, passando a nutrir por ele apenas ódio mortal. No entanto, Bruce e Tália tiveram um filho não planejado, Damian Wayne. Ra’s treinou seu neto desde a mais tenra infância, objetivando torná-lo herdeiro de seu império e objetivos, não titubeando em levar a criança a assassinar, para que se tornasse um guerreiro implacável. Mas Damian renegou o avô e seus ideais e se entregou à causa do pai vigilante. Damian, por sinal, é realmente um prodígio como seu avô previra, sendo o mais jovem Robin de todos já existentes, estreando-se com apenas oito anos de idade.

Entre suas maiores atrocidades, Ra’s foi o responsável pela criação da variante devastadora do vírus Ebola, roubado pela Ordem de São Dumas e usado contra a população de Gotham City na saga Contágio. Pouco tempo depois, o próprio Ra’s tentou contaminar a população mundial , espalhando focos em vários continentes, na saga O Legado do Demônio, em ambos os casos, só sendo detido após causar milhares de mortes.

Alter Ego: Ra’s Al Ghul
Primeira Aparição: Batman #232 (Junho de 1971).


11 – Bane

 

11

Bane nasceu na prisão de Pietra Dura, localizada na ilha de Santa Prisca, no Caribe. Teve de cumprir a prisão perpétua, condenado pelos crimes cometidos por seu pai, o Rei Cobra. Na infância, passou a ser cuidado por um padre jesuíta, que viria a ser assassinado pelo próprio Bane, anos mais tarde. Aos oito anos de idade, cometeu seu primeiro assassinato, matando um criminoso que queria usá-lo como moeda de troca de informações na prisão. Sua única companhia era seu ursinho de pelúcia chamado Osito. O urso possuía um buraco em suas costas, no qual Bane escondia uma faca para usá-la contra qualquer um que tentasse ameaçá-lo.

Mesmo aprisionado, Bane não deixou de aperfeiçoar suas habilidades naturais: dedicou-se à leitura de diversos livros, modelou seu corpo no ginásio da prisão e aprendeu a lutar para poder se defender de outros prisioneiros. Tornou-se lenda quando passou dez anos na solitária e saiu dela são. Em certa ocasião, Bane desentendeu-se com outro prisioneiro e acabou sofrendo um acidente, que o deixou em estado de coma. Teve visões do seu futuro e descobriu que o medo de um morcego poderia impedi-lo de conseguir seus objetivos. Tornou-se obcecado pela leitura sobre Gotham City (lugar que, assim como a prisão, era comandada pelo medo) e sobre seu guardião.

Inevitavelmente, sua resistência acabou chamando a atenção dos administradores do presídio, que o forçaram a tornar-se cobaia em experimentos com uma misteriosa droga viciante, conhecida como Veneno, a qual havia matado todas as cobaias anteriores. Bane sobrevive e tem sua força consideravelmente aumentada. Porém, necessita tomar o Veneno a cada 12 horas (atrávés de um sistema de tubos que bombeiam a droga diretamente para o cérebro), sob pena da reação adversa enfraquecê-lo ao extremo. Apesar de ter sobrevivido ao Veneno, Bane fingiu-se de morto para poder escapar, já que a maioria dos mortos do presídio eram jogados no precipício. Lançado ao mar, livrou-se dos acessórios que o prendiam e rumou para Gotham City, com a intenção de destruir o morcego demoníaco que o atormentava em suas visões. Ele estava convencido de que o morcego em questão era Batman. Advertido de que um confronto direto com Batman seria loucura, Bane usa sua força para derrubar as paredes do Asilo Arkham e libertar os mais perigosos criminosos da cidade, entre os quais estão Coringa, Espantalho, Chapeleiro Louco, Ventríloquo, Vagalume, Grande Tubarão Branco e Zsasz.

A fuga em massa do manicômio sobrecarregou Batman, levando-o à exaustão, após três meses sem descanso de recaptura dos fugitivos. Ao retornar à Mansão Wayne, após cumprir sua missão, Batman encontra Bane esperando-o. Ao confrontar o Homem-Morcego na Batcaverna, Bane o deixa paralítico, ao quebrar-lhe a coluna. Sem poder mover as pernas, Bruce Wayne então deixa o posto de Batman, transferindo-o para Jean-Paul Valley (também conhecido como Azrael). Utilizando um sofisticado traje de combate, ao invés do tradicional uniforme de Batman, Jean-Paul derrota Bane, danificando os tubos que lançam o Veneno na corrente sanguínea de Bane e causando-lhe uma severa síndrome de abstinência. Após ser derrotado, Bane é enviado para a Prisão Blackgate.

Alter Ego: Bane Dorrance
Primeira Aparição: Batman: Vengeance of Bane #1 (Janeiro de 1993).


10 – Espantalho (Scarecrow)

 

10

Durante a adolescência, Jonathan foi um sujeito perturbado, que por seu tipo físico era motivo de piadas em seu colégio, recebendo o apelido de Espantalho. Suas experiências como adolescente o levaram a se perguntar como funciona o medo na mente humana, o levando à estudar na Universidade de Psicologia de Gotham City, onde posteriormente foi professor. A especialização de Crane é a natureza do medo e, consequentemente, o Espantalho se utiliza de técnicas, armas e equipamentos especiais cujo objetivo é aterrorizar seus oponentes. Sua marca registrada é o gás do medo, que usa em suas vítimas, para que elas visualizem seu pior medo. O Espantalho foi criado por Bill Finger e Bob Kane, e sua primeira aparição foi em 1941. Apesar de geralmente ser mais refinado e articulado que outros inimigos de Batman, como o Coringa e o Duas-Caras, isto não o torna menos perigoso ou insano. Recentemente, na saga O Voo do Corvo, ao ser supostamente morto pelo Pinguim, ele ressuscita em forma de um verdadeiro monstro, voltando ao normal após uma luta com Batman.

Alter Ego: Jonathan Crane
Primeira Aparição: World’s Finest Comics #3 ( Setembro de 1941).


09 – Exterminador (Deathstroke)

09

Imbuído de segredos reforçados por suas proezas físicas, o exército faz experimentos tentando criar soldados meta-humanos para o exército dos Estados Unidos, o Exterminador se tornou um mercenário logo após o experimento, quando ele desafiou as ordens para resgatar o amigo e mentor Wintergreen, que havia sido enviado em uma missão suicida por um comandante rancoroso. No entanto, ele manteve essa carreira em segredo de sua família, apesar da achar que ele era um instrutor, perito e combatente militar mas na verdade, ela havia sido responsável por uma parcela significativa da sua formação antecipada – até que um crime foi anunciado: o Chacal havia sequestrado seu filho mais novo, Joseph, como um refém para forçar Slade a divulgar o nome de um cliente que ele tinha contratado como um assassino. Slade recusou a fazê-lo, alegando que era contra o seu código de honra, e atacou e matou os sequestradores, no encontro. Infelizmente, a garganta de Joseph foi cortada por um dos criminosos antes que Slade pudesse impedi-lo, destruindo suas cordas vocais e tornando-o mudo.

Depois de levar Joseph para o hospital, a mulher de Slade, Adeline enfurecida pela ameaça sob seu filho, tentou matar Slade com um tiro, mas só conseguiu destruir o seu olho direito. Logo, a sua confiança nas suas capacidades físicas, era de que ele não fez segredo da sua visão deficiente, marcado por sua máscara, que possui uma inexpressiva metade preta para cobrir o seu olho perdido. Sem a sua máscara, Slade usa um olho postiço. Slade ainda teria um outro filho cujo nome não foi revelado, mas o mesmo foi assassinado junto com a mulher de Slade anos após Joseph ter ficado mudo.

Ele é um mercenário pago para matar outras pessoas. Vilões, heróis de tudo. Em revistas, só falhou com o Batman, Arqueiro Verde, Deadborn e Lobo (Depois vencido, considerado seu inimigo mortal). Slade aprendeu tudo sobre o Tony Zucco e os crimes que o Tony Zucco cometeu e acabou sabendo da morte dos pais de Dick Grayson, com o objetivo de fazer com o Dick, o mesmo que o Tony Zucco fez com os país do mesmo. Slade é um bom inventor, pois criou robôs para serem seus capangas, com o objetivo de conseguir o que quer ou cumprir o que planejou.

Alter Ego: Slade Joseph Wilson
Primeira Aparição: New Teen Titans (vol. 1) #2 (Dezembro de 1980).


08 – Hera Venenosa ( Poison Ivy)

08

Pamela Isley após cometer um roubo, foi envenenada por Jason Woodrue, seu cúmplice, mas a mesma, em vez de morrer, desenvolveu imunidade a todos os diversos tipos de venenos. Sendo assim, ela começou sua carreira no crime utilizando plantas venenosas como armas letais, mas logo começou a ir mais além e passou a atuar com monstros vegetais. Ela também já trabalhou para o governo Americano como Mercenária, em troca, recebeu anistia por seus muitos crimes. Hera Venenosa é uma personagem muito violenta e uma assassina fria e desequilibrada emocionalmente.

Possui uma amizade desenfreada com a psicótica Arlequina, depois de Hera a tê-lá salvado, da qual já se aliou muitas vezes em seus crimes e planos macabros. No entanto, Hera venenosa sente inveja da Mulher-Gato e um ódio profundo pela mesma. Ela também sente uma atração forte pelo Batman e um amor destrutivo e sinistro pelo mesmo.

Ela pode controlar plantas e acelerar ou desacelerar o crescimento das mesmas. É também virtualmente imune a qualquer coisa que os humanos possam considerar letal, incluindo bactérias, vírus, fungos e todos os formulários de venenos. Hera é especialista em plantas e nos venenos derivados delas. Além disso, tem o poder de expelir feromônios do amor e lábios venenosos.

Alter Ego: Dra. Pamela Lillian Isley
Primeira Aparição: Batman #181 (Junho de 1966).


07 – Sr. Frio (Mr. Freeze)

07

 

Victor Fries era um cientista especializado em criogenia que quando criança, divertia-se congelando animais. Horrorizados com o seu “hobby”, seus parentes o enviaram para um rigoroso colégio interno, onde tornou-se infeliz, sem o menor sentimento pela humanidade. No colégio, conheceu Nora, por quem se apaixonou e que seria sua futura esposa.

A esposa de Fries, Nora, havia contraído uma doença desconhecida e incurável. Fries então procurou trabalho na grande companhia de Ferris Boyle. Utilizando os equipamentos da companhia sem permissão, Fries descobriu uma maneira de preservar Nora em estado criónico, até encontrar uma cura para a doença dela. Boyle, dono da companhia, descobriu o experimento clandestino e tentou revertê-lo, porém acaba confrontando Fries, que caiu sobre uma mesa cheia de produtos químicos. Fries sobreviveu, mas descobriu que isto só seria possível em temperaturas abaixo de zero.

Desta forma, Fries desenvolveu uma roupa que o conserva em temperatura abaixo do congelamento para sobreviver. Para se vingar de Boyle, criou também uma pistola congelante que congela seus alvos. Seus crimes são temáticos sobre gelo ou frio. Prefere trabalhar sozinho do que fazer alianças, embora tenha sido contratado por Máscara Negra em outra ocasião.A sua arma congeladora fez ele ficar um psicopata quase congelando o cérebro dele.

Alter Ego: Dr. Victor Fries
Primeira Aparição: Mister Zero em Batman #121 (fevereiro de 1959).


06 – Arlequina (Harley Quinn)

06

Harleen Quinzel era uma psiquiatra do Asilo Arkham que se apaixonou perdidamente pelo Coringa. Esse amor “maluco” a levou a uma vida criminosa sob o nome de Arlequina. Surpreendentemente, a dupla do Coringa se tornou incrivelmente popular e sua participação foi requisitada em vários spin-offs e filmes animados, além de aparecer mais vezes na própria série. Pouco tempo depois, a DC decidiu trazer a personagem para o universo principal dos quadrinhos, onde ela continuou sua louca jornada.

Harleen Frances Quinzel era uma ginasta que foi para a faculdade por ter conseguido uma bolsa. Ela não era uma boa aluna e geralmente preferia seduzir os professores para aumentar suas notas. Contudo, Harleen sempre teve um talento especial para ler as pessoas. Após obter seu diploma e ir para a faculdade de medicina, Harleen conseguiu um emprego no Asilo Arkham, onde os mais perigosos inimigos do Batman foram internados. Aos poucos, ela subiu de posição dentro do Asilo, até que se tornou a principal médica no tratamento do Coringa. Seduzida, Harleen ajudou o Palhaço do Crime a escapar do Arkham, passando a maior parte de seu tempo seguindo o vilão e sendo frequentemente abusada por ele quando seus planos davam errado.

O Coringa pode ter sido a pessoa que fez Harleen Quinzel a se tornar Arlequina e uma parte considerável das histórias da personagem são destinado à sua obsessão pelo Palhaço. Contudo, recentemente, a Arlequina encontrou conforto nos braços do Pistoleiro. Os dois tiveram um relacionamento durante uma de suas histórias no Esquadrão Suicida e a resposta do público foi a melhor possível.

Apesar da Arlequina ter empunhado uma variedade de outras armas ao longo de suas histórias, a maioria delas inspiradas nos apetrechos do coringa, a arma que a ela utiliza com mais frequência é a sua marreta. A arma é usada frequentemente na série animada e esse aspecto da personagem foi mantido nas histórias em quadrinhos e nos games. No filme Esquadrão Suicida (2016), entretanto, a personagem usou um taco de baseball.

Alter Ego: Dra. Harleen Frances Quinzel
Primeira Aparição: Batman: A Série Animada Episódio #22 “Joker’s Favor” (1992).


05 – Charada (Riddler)

05

Seu verdadeiro nome é Edward Nashton. E. Nygma é uma pequena piada contada com seu pseudônimo, e que foi alterado para Nygma depois que ele entrou para a vida criminosa. Isso permitiu que ele quebrasse vínculos com seu passado, devido a traumas com seu pai agressivo e sua mãe ausente. Com uma infância conturbada e a falta de atenção que recebia dos pais, na escola um de seus professores fez uma competição para ver qual dos estudantes poderia montar mais rápido um determinado quebra-cabeças. Naquela noite, Eddie fotografou secretamente o quebra-cabeça montado que encontrou na escrivaninha do professor. No dia seguinte, o garoto venceu o concurso facilmente.

Anos depois, Eddie se tornou cada vez mais obcecado por enigmas ou qualquer coisa que envolva estratégia. Ele acabou se encontrando em um ponto que necessitava tanto usar seu talento para enigmas que decidiu competir sua inteligência com o Homem Morcego a quem adora chamar a atenção. Então Edward adotou um uniforme com símbolos com pontos de interrogação, uma máscara e um cinto roxo. A partir daí ele começou a fazer enigmas para irritar o Batman, o Robin e a polícia. No final, Batman e Robin se encontraram com o Charada no labirinto do cais. O Charada tinha plantado uma bomba lá dentro, os dóis heróis fugiram, mas Edward ficou preso em sua saída e a bomba explodiu, jogando o mestre dos enigmas no mar e deixando um ponto de interrogação à vista.

Alter Ego: Edward “E.Nigma” Nigma (na verdade é Eddie Nashton)
Primeira Aparição: Detective Comics #140 (Outubro de 1948) – EUA/ BR – Batman Especial (1989).


04 – Mulher-Gato (Catwoman)

04

Selina é filha do casal formado por Brian e Maria Kyle que vivia numa das zonas mais pobres e perigosas de Gotham. Infelizmente, Selina sempre sentiu falta de carinho durante a sua infância, e a sua mãe, Maria Kyle preferia perder mais tempo com os seus gatos do que com com Selina e sua irmã. O seu pai também não era nenhum exemplo, o cara passava o dia bebendo, e por muitas vezes chegou a espancar a sua esposa. A pequena Selina decidiu começar a frequentar algumas aulas de artes-marciais num velho ginásio, com o intuito de se proteger da violência vivida em sua casa. Um dia, quando regressava da escola, ela encontrou sua mãe dentro de uma banheira cheia de sangue, aparentemente Maria tinha cometido suicídio. Passado algum tempo, Brian seguiu o mesmo caminho que a sua mulher, acabando por morrer envenenado devido as altas doses de álcool que ingeria.

A vida de Selina Kyle não foi nenhum conto de fadas, mas se estava pensando que este era o momento em que tudo ficava mais fácil, você está enganado. Depois que ela regressou às ruas, Selina entrou para a prostituição, mas sempre que conseguia preferia cometer assaltos, roubando a casa de algumas das pessoas mais ricas de Gotham. Uma noite, enquanto tentava assaltar uma peça valiosa de um Museu, um Ninja a interrompeu e lhe roubou o objeto. Selina o seguiu até um armazém que funcionava como uma espécie de academia de artes-marciais. O Ninja, conhecido como Kai, disse ao Sensei que ela era uma intrusa e uma ladra e que devia ser severamente punida. Para surpresa de todos, o Sensei ficou impressionado com a sua flexibilidade e a convidou para se juntar à Academia.

Depois de várias semanas com o resto da galera na academia de artes-marciais, Selina tinha melhorado muito a sua capacidade de combate. Numa das noites, o noticiário da televisão apresentou uma notícia de última hora, dizendo que o Batman tinha sido avistado no Parque Robinsons. Curiosa, Selina foi até ao Parque e conseguiu ver um pouco do Cavaleiro das Trevas, porém ela reparou que o Batman estava sangrando e isso imediatamente lhe deu uma ideia: Se ele pode criar um traje fazendo com que as pessoas fiquem felizes ou aterrorizadas só de o verem, ela também podia fazer o mesmo. O Batman se tornou assim a sua inspiração. Ela comprou uma fantasia de Gato e começou a cometer assaltos com o seu novo traje. Durante um dos assaltos, um segurança a chamou de “Mulher-Gato”, Selina adorou o nome e passou a adotá-lo.

Num universo repleto de personagens carregados de super-poderes, a Mulher-Gato se destaca por não ter nenhum. Todas as suas habilidades são reflexo do seu treino e experiência, ela é uma excelente lutadora e a sua flexibilidade, resistência e velocidade a tornam bem perigosa. Além disso Selina é uma sedutora, tendo já utilizado essa sua perícia para sair de algumas situações bem mais complicadas. Outra característica desta personagem é a sua facilidade em se disfarçar, adotando a identidade de outras pessoas.

Alter Ego: Selina Kyle
Primeira Aparição: Batman #1 (Junho de 1940).


03 – Duas Caras (Two Face)

03

A identidade verdadeira de Duas-Caras é Harvey Dent, promotor público de Gotham City e aliado próximo de Batman. Entretanto, Dent enlouquece depois que o chefe da máfia Sal Maroni joga ácido nele durante um julgamento, desfigurando o lado esquerdo do seu rosto, assim se tornando o vilão. Já em histórias mais recentes, mostrada no filme O Cavaleiro das Trevas, Harvey é vítima de uma emboscada arquitetada pelo Coringa, que resulta em seu rosto queimado, já que estava coberto por gasolina. O Coringa, depois, torna Harvey um psicopata, pondo a culpa da morte da namorada de Harvey, Rachel, na máfia de Maroni e no Comissário Gordon.

Uma curiosidade sobre o Duas-Caras é que antes de se tornar o vilão, fazia sua própria sorte em uma moeda de lados iguais, porém, durante o acidente um lado da moeda se queima. Assim fazendo que o próprio decidisse a vida dos seus reféns pela sorte entre vida e morte.

Antes de sua transformação em Duas-Caras, Harvey Dent era um dos melhores advogados na cidade de Gotham, proficiente em quase todos os assuntos relativos ao direito penal . Depois de sua desfiguração, ele desenvolveu distúrbio de personalidade múltipla, e se tornou obcecado com a dualidade, crimes ao redor do número dois e usar armas de fogo dupla (como 0,22 semi-automáticas). Duas-Caras faz as coisas de acordo com a oportunidade e, portanto, deixa todas as decisões que ele faz ao destino na tampa de sua moeda com duas cabeças, em um desejo quase obsessivo compulsivo.
No decorrer de Batman: Face to Face, é revelado que Batman havia treinado exaustivamente com Dent lutas e trabalhos de detetive, aumentando seu talento já proficiente em ambos. Ele também tende a levar com ele uma grande variedade de armas convencionais, incluindo armas de fogo, facas, lança-foguetes e gases venenosos, além de ser um exímio atirador.

Alter Ego: Harvey Dent
Primeira Aparição: Detective Comics #66 (Agosto de 1942).


02 – Pinguim (The Penguin)

02

Nascido Oswald Chesterfield Cobblepot , o pinguim foi intimidado como uma criança por sua baixa estatura, peso e nariz com aparência de bico. Várias histórias relatam que ele foi forçado, como uma criança, sempre levar um guarda-chuva por sua mãe superprotetora, devido à morte de seu pai, de pneumonia depois de um torrencial. Sua mãe tinha aves de estimação que Cobblepot presenteavas com atenção, e serviu como seus únicos amigos crescendo. Seu amor por aves acabaria por levá-lo a obter uma ornitologia na faculdade. Em algumas versões, Cobblepot se transforma em um criminoso depois que sua mãe morre e as aves são recuperadas para pagar dívidas de sua mãe. Em outras, ele é um pária em sua família de alta sociedade e sua rejeição leva-o a se tornar um criminoso. De acordo com suas origens, o pinguim persegue sua carreira criminosa com a classe: Ele prefere desgaste formal, com uma cartola, monóculo, e smoking, especialmente do desenho “tie-branco-e-caudas”. Ele é criminalmente brilhante e psicologicamente saudável. Ele tem um poder do cérebro que poderia enganar alguns dos homens mais inteligentes na existência. Se uniu com seu entendimento de traição e lealdade; Pinguim é um adversário difícil e imbatível no mundo do crime organizado.

Pinguim se comporta como um cavalheiro e também como um pinguim e sempre tem inveja de outros magnatas, pois considera que são mais ricos do que ele. Ele sempre usa pássaros para cometer crimes e seus crimes são baseados em superfaturamento ilícito. Pinguim sempre se irrita quando Batman interfere em seus planos e toda vez que seus planos são frustados pelo Batman, ele fica mais irritado ainda, aborrecido e bravo e diz pro Batman que vai voltar.

Ladrão e mafioso, refere-se a si próprio como “cavalheiro do crime”; o seu negócio de discotecas nocturnas dão-lhe a cobertura necessária para as suas actividades criminosas, nas quais Batman usa por vezes para obter informações como fonte do mundo do crime. Ao contrário de grande parte dos inimigos de Batman, o Pinguim tem total controlo das suas acções e em está perfeita sanidade mental, características que o ajudam a manter uma relação única com o herói. Na sua última caracterização, o Pinguim tem um bar nocturno e casino, o “Icebergue Lounge”, popular no submundo do crime. Batman tolera as suas operações desde que ele se mantenha como um dos seus informadores. O Pinguim compra muitas vezes propriedades roubadas.

Alter Ego: Oswald Chesterfield Cobblepot
Primeira Aparição: Detective Comics #58 (Dezembro de 1941).


01 – Coringa (The Joker)

 

01

O Joker é basicamente um humano comum, sem nenhuma capacidade sobre-humana aparente. Embora consiga lutar consideravelmente bem quando necessário e apresente a resistência sobre-humana muitas vezes encontrada em pessoas insanas como ele, o arqui-inimigo, Batman, é perito em técnicas de luta e mestre em muitas artes marciais. Suas grandes armas, além de físicas, são intelectuais. O Coringa/ Joker possui um conhecimento vastíssimo e muito aprofundado em diversas áreas da ciência, especialmente em química. Além disso, apesar de mentalmente desequilibrado, o vilão apresenta inteligência e estrategismo a nível genial. Ele possui uma grande quantia em dinheiro, produto acumulado de seus arrojados crimes. O Coringa é um mestre da improvisação, podendo achar meios para matar qualquer um, ou, ao menos atacar para livrar-se de inimigos e conseguir fugir, em praticamente qualquer situação. Seus novos objetivos e ataques são praticamente imprevisíveis, ora por serem construídos sobre grande lógica, ora por serem absurdos. Por isso tudo, mesmo sem nenhum poder sobre-humano, ele é uma ameaça perigosíssima a qualquer polícia, super-herói ou mesmo a uma equipe inteira, como a Liga da Justiça.

Sua mais célebre arma é o Gás do Riso, um tóxico que, ao ser inalado, leva a vítima à morte quase instantânea, deixando como marca típica, a pele embranquecida e os músculos faciais grotescamente esticados em um sorriso histérico idêntico ao do próprio Coringa. Ele também usa ainda, eventualmente, flores de lapela que esguicham ácido, e luvas que dão choque com tensões altas e mortais. Porem em Os Novos 52 é mostrado que o coringa é imortal na revista “Batman 37” (Agosto de 2015).

Apesar de haver diversos relatos e histórias, a versão mais conhecida é que a pessoa que futuramente se tornaria o psicopata criminoso, participou de uma tentativa de assalto a uma Fábrica de Cartas de Baralho em Gotham City, disfarçado como o então criminoso Capuz Vermelho, ao lado de mais outros dois comparsas. Tal invasão e assalto fracassaram, ele acabou perseguido pelo próprio Batman,e na fuga, cercado sobre um tonel de produtos químicos desconhecidos, preferiu se jogar nele a ser preso pelo Cavaleiro das Trevas. Ele conseguiu escapar livre e sobreviver ao pesado banho químico, mas sua pele restou com a pigmentação absolutamente branca, enquanto seu cabelo ficou definitivamente verde, e os músculos faciais ligados à boca foram deformados definitivamente, ganhando um eterno aspecto de sorriso. O choque , ao perceber a aberração em que havia sido transformado, o enlouqueceu de tal modo que ele se tornou o assassino psicopata, anárquico que se auto batizou Coringa.

Alter Ego: Jack Napier
Primeira Aparição: Batman #1 (25 de Abril de 1940).



ffd

 Então foi isso galera, fechamos aqui mais uma postagem da SÉRIE VILÕES… Espero que todos tenham gostado, pois mesmo sendo do Batman, deu bastante trabalho para ser feita…

Então se você gostou não esqueça de deixar seu comentário e dizer o que achou do post. Até uma próxima!


NOS ACOMPANHE TAMBÉM EM: 

 FACEBOOK —- TWITTER —- INSTAGRAM

“Sua compaixão é uma fraqueza que seus inimigos não irão compartilhar”. WAYNE, Bruce.


Gostou? Compartilhe!



[Total: 1    Média: 5/5]

Flamenguista fanático, viciado em animes, séries, filmes e games . Frase: “Eleve seu cosmo, aumente seu ki, confie no coração das cartas e nunca se alie ao lado negro da Força”.