ESPECIAL – FLY, O PEQUENO GUERREIRO

capa


Fala galerinha, quem ai lembra do nosso querido e amado Fly e daquela musiquinha que passava no SBT? Pois bem, hoje iremos falar sobre esse grande anime que ajudou a abrir as portas para os animes aqui no Brasil.

Dragon Quest Dai no Daiboken , conhecido no Brasil como “Fly, o Pequeno Guerreiro”, é uma série em mangá lançada em 1991 para a Shonen Jump, que depois foi transformada em anime pela Toei Animation em 1992. O mangá tem ao todo 37 edições, mas o anime, devido à desentendimentos entre a Square-Enix e à Toei Animation, não passou dos 46 episódios. Foi exibido no Brasil pelo SBT. Ele foi inspirado no jogo de RPG Dragon Quest/Dragon Warrior da Enix.

Sem Título-1Algumas capas dos mangas do herói e sua turminha…

Antes de existir o mangá, Dragon Quest era um vídeo game. Em 1989, Riku Sanjo e Koji Inada usaram parte do enredo do jogo, a fim de criar o mangá. De autoria de Riku Sanjo (história) e Koji Inada (desenhos), o mangá é composto por 350 capítulos, divididos em 37 volumes. Foi publicado pela Shueisha na revista Weekly Shonen Jump entre 1989 e 1996. Posteriormente, o estúdio Toei Animation adaptou o mangá para a televisão em um anime de 46 episódios que não conseguiram contar toda a história e foram transmitidos entre 17 de outubro 1991 à 24 de setembro 1992. Também foram produzidos três OVAs sobre a série. O protagonista, Dai, foi rebatizado para “Fly” no Ocidente, para evitar confusão entre a palavra inglesa “die” (em que o significado é “morrer”). Os dois primeiros capítulos foram criados como especiais (one-shots). Devido ao sucesso, os criadores fizeram mais 3 capítulos. Graças a sua popularidade, “Fly, o Pequeno Guerreiro” passou a ser uma série contínua, tendo seus capítulos publicados semanalmente na Shonem Jump. A partir do capítulo “O Tutor dos Heróis”, se iniciava a saga que se estenderia até o final do mangá.

Screenshot_1

O anime é muito curto e não pôde concluir a história do mangá, por razões orçamentais. A história apresentada é dividida em cinco sagas: 1ª – Saga de Hadler (Episódios 1-9), 2ª – Saga de Crocodine (Episódios 10-18), 3ª – Saga de Jenki (Episódios 19-26), 4ª – Saga de Freizard (Episódios 27-39) e 5ª – Saga de Baran (Episódios 40-46).
A primeira saga tem início, após o reino de terror do Grande Rei Demônio Hadler acabar e a paz reinar em todo o mundo. O grande herói espadachim conhecido como Avan, acompanhado por seus amigos Loca (um outro poderoso guerreiro), Leyra (uma clériga especializada em magias de cura) e Matorif (um mago cuja especialidade eram magias de fogo) derrotaram Hadler em uma grande batalha conhecida como “A Batalha dos Reis”. Após a derrota do Rei Demônio, todos os monstros ficaram livres das forças do Mal, que era responsável por tornar boas criaturas em máquinas assassinas. Isto não fez com que a apreensão das pessoas ficasse menor diante daquelas criaturas que um dia foram ameaças mortais. Então, o grande herói Avan reuniu todos os monstros bondosos e os levou a uma ilha que foi batizada de Ilha Dermilin.
É apresentado o menino Fly, que vive com seu avô adotivo Blass nessa ilha. Blass tenta ensinar magia para Fly, que a princípio não tem muito sucesso. Fly sonha em ser um heroi e assim, tem sua primeira missão quando seu amigo Gome (um monstrinho em forma de gota dourada com asas) é sequestrado por falsos heróis. Mais tarde na ilha, ele recebe a visita da princesa do Reino de Papunika, Leona. Porém, alguns súditos traidores queriam matar Leona e possuir o trono de seu pai, utilizando-se da máquina assassina do Rei Demônio. Fly tenta enfrentá-los e neste momento, descobre-se uma marca em sua testa, que aparece quando ele fica nervoso, liberando um misterioso poder, a famosa Marca do Dragão (imagem abaixo ▼).
Marca
Algum tempo depois, os monstros da ilha começam a ficar estranhos, pois o mal desperta novamente e após quinze anos, o mundo se depara com a ameaça de Hadler. O Lorde Demônio conhecido como Burn usou seus poderes místicos e ressuscitou o Rei Demônio. Nesse momento, chega à Ilha Dermilin o lendário herói Avan, que protege os monstros com a barreira mágica e a pedido da Princesa Leona, se torna o mestre de Fly começando um duro treinamento. Junto de Avan, está seu auxiliar Pop, um sujeito tremendamente preguiçoso, covarde e egoísta. No entanto, antes de Fly completar seu treinamento, Hadler invade a Ilha Dermilin e começa a enfrentar Avan em uma nova batalha. Porém, desta vez, o corpo de Hadler está muito mais poderoso do que antes, além de poder ser revivido indefinidamente por Burn, graças à sua magia demoníaca. Avan morre na batalha tentando proteger Fly e Pop utilizando-se de um golpe de auto-sacrifício, no entanto, Hadler sobrevive. Quando tudo parece perdido, Fly se enfurece e usando novamente o poder do Dragão derrota Hadler, que foge surpreendido com o pequeno guerreiro. Junto com Pop, Fly deixa a ilha para combater o mal e vingar a morte de seu mestre Avan.

q3

A segunda saga começa quando, Hadler manda Crocodine, o Rei das Feras (e primeiro chefe da divisão do Exército do Mal), eliminar Fly. Pop conhece Maam, uma guerreira poderosa que também foi discípula de Avan. Crocodine invade o reino de Lomos com o seu batalhão das feras e trava um duro combate com Fly, utilizando-se de truques baixos. Com a ajuda do Bispo Zaboera do exército do mal, Crocodine usa Blass que está dominado pela maldade, para atacar Fly. A vantagem está a favor dos vilões, quando Pop aparece e enfrenta Crocodine. Então, Fly libera o poder da Marca do Dragão e vence Crocodine, sendo recompensado pelo Rei de Lomos, junto com seus amigos.

q2

Na terceira saga Fly, Pop e Maam descobrem que a Princesa Leona desapareceu. O Reino de Papunika foi devastado por Jenki, o segundo chefe do Exército do Mal, da Divisão dos Imortais. Jenki foi o primeiro discípulo de Avan, mas o odiava e queria matá-lo, porque acreditava que seu mestre tinha matado seu pai adotivo (um esqueleto vivo chamado Baltos). Fly e Pop caem derrotados por Jenki, que utiliza a armadura assassina, mas são salvos por Crocodine, que reaparece desta vez, do lado do bem. Jenki prende Maam em seu castelo, enquanto Fly e Pop treinam para derrotá-lo. No final, Jenki descobre que foi Hadler quem matou seu pai, mas ainda sim, luta com Fly e acaba sendo derrotado pelo pequeno guerreiro. Aparece então, Freizard, o chefe da divisão das Chamas de Gelo, que faz com que o vulcão que está abaixo do castelo de Jenki, entre em erupção. Jenki desaparece sob o fluxo de lava, mas não antes de salvar Fly, Pop e Maam e se arrepender por ter se juntado às forças do mal.

q1

A quarta e última saga tem a terrível batalha contra Freizard, o chefe da divisão das Chamas de Gelo, que prende a princesa Leona em um bloco de gelo. Fly, Pop e Maam começam a treinar com Matoriv, o mago que ajudou Avan na batalha contra Hadler. Fly parte para salvar Leona, mas antes disso, enfrenta um ataque conjunto do Exército do Mal com Zaboera e Mystburn envolvidos, os chefes das divisões dos Bruxos e Fantasmas, respectivamente. Enquanto isso, Pop e Maam travam uma difícil batalha contra Hadler. Jenki e Crocodine reaparecem para ajudar Fly e seus amigos. Juntos, eles tentam eliminar Freizard, mas o vilão é muito poderoso. Após dominar a técnica de seu mestre Avan, Fly consegue enfim derrotar Freizard e salvar a Princesa Leona. O Reino de Papunika começa a se reconstruir. Então, o chefe da divisão dos Super Dragões, Baran, inicia um ataque e revela que Fly é seu filho perdido. Após este primeiro encontro entre eles e justo quando se inicia a quinta saga, a série termina de maneira inesperada com um final totalmente diferente do mangá original.

FlyRPGVale


Os Personagens:

Fly (Dai)

Dai

No original Dai, o personagem principal tem 12 anos e cresceu como o único humano na Ilha Dermirlin. Fly foi criado por Blass, um bondoso monstro feiticeiro e vive com seu animal de estimação Gome, um estranho smile dourado com asas. Depois de algumas aventuras lutando contra os falsos heróis (Derorin, Zurubon, Mazopho e Helo Helo) encontra-se com Leona, princesa do reino de Papunika, que visitou sua ilha com alguns de seus súditos para completar um ritual de sucessão. Depois de Fly ajudar a derrotar os traidores que procuravam matá-la (os mesmos que a acompanhavam), Leona instrui Avan, um famoso mestre, que treinasse Fly. Quando Hadler, o Lord Demônio ressuscita, o herói anterior, Avan, se sacrifica para proteger seus discípulos e assim, Fly decide combater o Exército do Mal, para vingar a morte de seu mestre e se tornar o próximo herói.
Com o passar da história, Fly aumenta seus poderes e ao lado de seus amigos (Pop e Maam) derrota os generais do exército do mal (Crocodine, Jenki, Freizard e Baran) respectivamente, sendo que o último, o Comandante do Batalhão do Super Dragões, é o Cavaleiro Dragão de sua época, bem como sendo o pai do pequeno herói. Fly possui a habilidade de ganhar superforça e um excelente controle sobre magias quando fica em apuros com um emblema de dragão surgindo em sua testa (ou nas mãos, como mostrado no mangá). O misterioso poder de Fly (que Baran chama de “Dino”) é explicado pelo fato dele também ser outro Cavaleiro Dragão, embora devesse existir apenas um, a cada geração.


Pop

Pop

Filho de um vendedor, Pop tem 15 anos e decidiu se tornar aprendiz de Avan para ser um grande mago. Ele fugiu de casa para seguir o Mestre Avan e seus pais não sabiam onde ele estava. No começo da série, Pop é um grande covarde que corre das lutas e monstros, mas seu personagem cresce ao longo da história, ganhando verdadeira coragem e se torna um grande aliado de Fly. Depois de acompanhar seu mestre para a Ilha Dermilin para ensinar Fly a se tornar um herói, presencia o triste sacrifício de seu mentor e decide acompanhar Fly em sua jornada para vencer o Exército do Mal.

Pop se apaixona por Maan, outra discípula de Avan e frequentemente brigam grande parte do tempo, mas na verdade gostam um do outro. Com o treinamento do grande mago Matorif, Pop se torna um especialista em feitiços de fogo, principalmente os do tipo Mera, mas à medida que a história avança, aprende magias mais poderosas, como as Bombas de Cinco Tochas (especialidade de Freizard, com poder de cinco Merazomas), o Betan (um feitiço de pressão) e o seu mais poderoso, Medoroa (um feitiço capaz de usar tanto Hyado como Mera ao mesmo tempo). Pop também pode usar magias do tipo Megante e Hyado. Mais tarde, Pop torna-se um sábio, uma das mais altas classes dos magos, sendo capaz de usar tanto ataques como feitiços de cura. Ao longo da série, Pop usa várias armas, e adquire a capacidade de transformar o poder mágico em poder de ataque.
Pop participa da batalha final contra Burn e após a derrota deste, tenta, junto com Fly, levar o corpo de Killburn para o céu para assim impedi-lo de destruir a terra, mas Fly o chuta para baixo, para salvar sua vida. No final do mangá, Pop se torna o segundo (ou terceiro) melhor feiticeiro do mundo (superado apenas por Avan e Fly).


Maan

Maam

Uma jovem muito forte e bonita. Maam tem 16 anos e é filha de Leyra e Loca, a sacerdotisa e o guerreiro que ajudaram Avan na luta original contra Hadler. Maam treinou com Avan e é proficiente em feitiços de cura (Hoimi), mas nunca conseguiu aprender com sucesso nenhum ofensivo. Avan deu-lhe uma arma mágica que dispara feitiços mágicos, o que a ajudou a compensar sua falta de experiência com qualquer uma das outras magias. Quando a arma é destruída, ela decide mudar para outra classe e se torna uma lutadora, deixando temporariamente o grupo para treinar com Brokina, conhecido como o Deus das Artes Marciais. Sob Brokina, Maam aprende uma de suas melhores técnicas: o Punho do Poder, um ataque que utiliza o excesso do uso de Mahoimi, o que resulta na degradação do corpo de seu oponente. Mais tarde, na série, a Maam adquire uma arma de armadura transformadora criada por Lon Berk, o que lhe permite aumentar o poder destrutivo de suas técnicas. No final do mangá, Maam é vista pela última vez com Pop e Merle.


Jenki (Hyunkel)

Jenki

No original Hyunkel, tem 21 anos de idade e foi o primeiro discípulo de Avan. Seus pais foram mortos em um ataque de monstros, mas ele foi encontrado e criado como um filho por um cavalheiro esqueleto chamado Baltos (guarda fiel do portão do inferno que levava ao quarto de Hadler). Quando Avan derrotou Hadler, Jenki acreditava que seu pai adotivo havia sido morto também por ele e seu grupo, tendo um desejo de vingança. Avan passou a criar e a treinar Jenki como seu primeiro pupilo, sem saber que este queria sua morte. Antes de ser graduado como guerreiro pelas mãos de Avan, Jenki tentou sem sucesso matar seu mestre. Então, ele fora encontrado por Mystburn que o treinou e assim, tornou-se o Comandante do Batalhão dos Imortais. Jenki planejava no futuro, ter uma nova chance contra Avan e qualquer outro pupilo dele. Após sua derrota para Fly e Pop, ele descobre que Hadler fora o verdadeiro assassino de seu pai adotivo ao invés de Avan, que o havia poupado após ver uma estrela que Jenki o havia lhe dado. A partir daí, passa a ajudar o grupo em sua jornada.

Originalmente, usava uma espada mágica demoníaca que poderia se transformar em armadura (Amudo), mas está fora destruída quando Fly lutou contra Baran. Após sua armadura ser destruída na batalha contra Larhalt, passa a usar uma nova armadura com a lança mágica, dada pelo próprio Larhalt. Jenki também leu o “Livro de Avan” onde aprendeu a usar cada uma de suas armas conhecidas. No ataque final ao Palácio de Burn, Jenki derrota o “Peão” Hym, guarda pessoal de Hadler, contudo, este reaparece, mais poderoso do que antes e com uma parte do poder de Hadler, mas foi derrotado novamente por Jenki. Segundos depois, eles são atacados por Maximam, o “Rei” da Guarda, junto com os outros 7 peões, um bispo, um cavalo e uma torre. Maximam tenta acabar com Jenki, mas fora derrotado por Larhalt que revive, graças ao sangue de Baran (que tem a capacidade de retornar almas para seus corpos, mas com a condição de que o espírito queira voltar à vida). Por causa de todas as suas batalhas, Jenki fica permanentemente incapaz de lutar novamente. Mytsburn tenta assumir o seu corpo, mas a alma de Jenki consegue destruí-lo.

Assim como seus companheiros, Jenki consegue escapar da destruição do Palácio de Burn e testemunha o desaparecimento de seu companheiro Fly. No final do mangá, ele é acompanhado por Larhalt e Amy, uma das sábias de Papunika. Jenki consegue realizar as técnicas de esgrima de Avan (Corte de Terra e Corte do Mar) e possui como golpes a Espada Assassina, a Mão de Energia Negra e a Cruz Poderosa. Jenki é o único discípulo (que direta ou indiretamente) recebeu todo o treinamento de Avan (treinado pessoalmente com ele e, em seguida, por seu livro), conseguindo assim, conhecer todas as técnicas de seu mestre, embora seja incapaz de lançar feitiços.


Avan

Avan

31 anos, Avan de Jinuar III foi o grande herói que derrotou o Rei dos Demônios Hadler e devolveu a paz ao mundo. 15 anos atrás, quando era mais novo, fez amizade com a princesa Flora, a governante do reino de Carl, e Loca, o general do exército. Avan costumava usar óculos e aparentava ser inofensivo para assim esconder seu verdadeiro poder de todos. Quando Hadler tentou matar Flora, Avan decidiu não se esconder mais e protegeu ela e todo o reino do Rei Demônio. Depois de vencê-lo temporariamente, ele embarcou em uma viagem com Loca, onde se encontrou com Leyra, a mãe de Maam, e Matorif, um mago poderoso para assim, acabarem com Hadler para sempre. Após o sucesso por ter salvado o mundo, Avan ficou conhecido o lendário herói e passou a treinar uma futura geração de heróis. Dentre eles: Jenki, que se aliou ao Exército do Mal e se tornou Comandante dos Imortais; Maan – filha de dois de seus antigos companheiros de luta -; Pop – até então um aprendiz de mago e uma espécie de escudeiro de Avan – e Fly como seu último e mais poderoso discípulo. Quando Hadler ressuscitou, partiu para lutar novamente com Avan, que, após ter usado boa parte de seu poder mágico no último dia de treinamento de Fly e no feitiço de proteção Asteron para proteger seus amigos, findou usando a magia do auto-sacrifício Megante, morrendo heroicamente, porém apenas ferindo gravemente Hadler, derrotado na sequencia por Fly e salvo por Burn – O Grande Rei do Mal.

Após esse fatídico episódio, Avan é tomado como símbolo de coragem e de justiça, valores pelos quais sempre lutou e procurou incutir em seus discípulos, tornando-se o exemplo de mestre e de ser humano definitivo nessa saga, constantemente relembrado pela memória de seus discípulos. Na luta final contra Hadler, Avan reaparece e conta que não morreu ao usar o Megante, pois foi protegido pelo emblema dado a ele pela Rainha Flora. Tendo sobrevivido, ele escolheu aumentar seu poder para ser mais útil para Fly e seus outros alunos em sua luta contra Burn. Na sequência dos acontecimentos, Avan enfrenta Killburn e sai vitorioso, conseguindo suportar, neutralizar e combater todos os ataques do Deus da Morte, sobrevivendo às suas armadilhas e indo ajudar Fly na batalha final contra Burn. Usando uma de suas penas mágicas, consegue paralisar o verdadeiro Killburn que morre nas mãos de Maam enquanto Fly desaparece para evitar a explosão do mesmo. No fim da mangá, Avan se torna o rei de Carl, ao casar-se com a rainha Flora.

Avan é reconhecido como o grande mestre dos heróis, possuindo um amplo conhecimento de todas as magias, incluindo o Minakhator, o Asteron e o Dragorum (todas estas, técnicas que exigem um alto nível de magia, algo muito difícil para um ser humano). Além disso, ele possui um grande conhecimento em armas, sendo capaz de criar algumas (como a pistola mágica de Maam) além de ser um exímio espadachim e criador de técnicas como Corte da Terra (cuja base é a força), o Corte do Mar (cujo poder reside na velocidade), o Corte Magnífico do Ar (que depende do espírito do guerreiro) e a Espada Letal de Avan, que é basicamente a combinação dos três cortes anteriores. Durante os tempos de paz, escreveu um livro, onde descreveu as técnicas que poderiam ser usadas em qualquer arma.
Criado para ser o guia das aventuras de Fly e seus amigos, Avan tornou-se tão popular que ele quase foi o personagem principal da série. Avan tinha principalmente muitos fãs e o capítulo “Símbolo de Avan” gerou grandes protestos. Os autores do mangá ficaram impressionados por esse sentimento com o personagem.


Blass (Vovô)

vovo

182 anos, é um monstro que originalmente pertencia ao exército do mal, mas, depois da derrota de Hadler, viveu em paz com os outros monstros sobreviventes na ilha de Dermilin. Ele salvou Fly de um naufrágio quando veio para a ilha quando ainda era um bebê e o criou como seu avô adotivo. Blass tentou ensinar magia para Fly, que a princípio não teve muito sucesso. Blass consegue realizar feitiços do grupo Mera, Joimi, Medapani, Kiari, etc.. Quando Fly partiu com Pop para derrotar o Rei do Mal, Blass ficou tomando conta da Ilha Dermilin, até o momento em que o Bispo Zaboera do exército do mal, o sequestrou e o transformou em um demônio para ajudar Crocodine em sua batalha contra Fly.
Blass não podia deixar a ilha por causa da influência do Grande Rei do Mal Burn, já que se tornaria mal quando estivesse de fora da barreira mágica que Avan tinha criado. Contudo, Blass volta ao normal graças ao feitiço de Pop, e após a batalha contra Crocodine, Blass volta para a Ilha Dermilin onde permanece até o fim.


Baran

Baran1

Comandante do batalhão dos Super Dragões, Baran é um poderoso guerreiro de uma moral forte, inabalável e devastadora. Ele é o verdadeiro Cavaleiro Dragão daquela era. Surgiu na mesma época em que Avan venceu Hadler, vencendo o dragão negro Velther. Depois da luta, ele foi mortalmente ferido, sendo ajudado por Soara, princesa de Alkeed. Os dois se apaixonaram, porém quando o rei de Alkeed e também pai de Soara descobriu que Baran não era humano, ordenou que o jogassem para fora do castelo. Soara o seguiu. Depois disso Fly (que eles chamaram de Dino) nasceu. Porém, passado um tempo, o rei encontrou a nova família. Baran se entregou para proteger sua esposa e filho. Baran iria ser executado por um disparo de rajadas de fogo, quando Soara pulou na frente e morreu para salvar Baran. Com raiva, Baran destruiu o reino e o riscou do mapa. Baran em seguida tentou achar seu filho, mas não conseguiu encontrá-lo, já que fora colocado em um barco no mar. Depois disso, ele se aliou ao Exército dos Demônios com o propósito de matar todos os humanos.

Muitos anos depois, Baran encontra Fly e o enfrenta (o primeiro embate entre Baran e Fly foi a última parte do mangá levada para o anime). Ao ver o símbolo do Cavaleiro Dragão de Fly, percebe que ele é seu filho e limpa as lembranças dele. Baran tenta persuadir Fly a se juntar a ele, quando Pop se sacrifica para devolver as memórias de Fly, mas não consegue derrotar Baran com o Megante. Após uma grande batalha com Fly, Baran se retira por um tempo e mais tarde se alia ao herói e seu grupo. Na reta final da série, Baran, junto com Fly, invade a fortaleza do exército dos demônios e tem uma luta com Hadler que se transforma em um Hyper Demônio e tinha um cristal negro dentro de seu corpo, que se recebesse algum golpe mágico, explodiria e destruiria a todos na batalha. Baran se transforma em Ryumajin, vence Hadler, retira o Cristal Negro e com sua Aura do Dragão, reduz o impacto da explosão para salvar Fly e morre.

Baran, além da superforça possui a capacidade para se transformar em um Ryuumajin, a forma final de um Cavaleiro do Dragão, que é uma combinação de um demônio, humano e dragão. Nesta forma, ele é incapaz de discernir entre amigo e inimigo até que tudo esteja morto. Também possui grandes técnicas como o Giga Break (uma rajada poderosa usando o feitiço de eletricidade final, Gigadein e sua espada lendária), a magia do tipo Raidein e a Aura do Dragão. O feitiço final de Baran é o Doroura. Este feitiço canaliza a Aura do Dragão em uma explosão de canhão que pode aniquilar um país inteiro e só pode ser usada em sua forma Ryuumajin.


Princesa Leona

Leona

Leona tem 14 anos e é a princesa soberana do Reino de Papunika. Ela treina para ser uma sábia. Seu Reino e País chegaram próximos a destruição depois do retorno de Hadler, pelas mãos de Jenki, a quem ela perdoa e condena para se tornar um “verdadeiro discípulo de Avan”. Seu pai desapareceu e ela foi deixada para reconstruir seu reino e ajudar na batalha contra o Rei Demônio. Fly e ela se tornam bons amigos. Mesmo sendo mais velha que Fly e ele sendo apenas um garoto, revela ter criado outros sentimentos do que apenas uma simples amizade em relação a ele. Leona treinava para ser uma sábia e é proficiente tanto em Magias de tipo Mera, quanto em feitiços tipo Hyado; no entanto, ela é melhor em feitiços de cura, como Behoma, que usa efetivamente na luta contra Baran.
Leona nunca foi ensinada por Avan, porém, mais tarde, se torna um membro oficial dos discípulos de Avan, quando herda o 5º amuleto do mestre através da Rainha de Carl, Flora. Durante a batalha final contra Burn, Leona auxilia Fly, ao lado de Pop. Por fim, após Fly desaparecer com o corpo de Killburn para evitar que a Terra fosse destruída, Leona termina o mangá, aguardando ansiosamente o seu retorno.


Gome

gome1

Gome é um gracioso e raro monstrinho, um Slime de Metal Dourado, companheiro de Fly, que tem tamanho médio e a forma de uma gota e cor dourada. É o primeiro e melhor amigo de Fly. Ao longo da aventura, Gome faz pequenos milagres ajudando Fly e seus amigos. Um deles é o banho milagroso de suas lágrimas sobre Fly que fazem com que este se recupere por inteiro de todos os danos sofridos na primeira parte da batalha travada contra Crocodine no castelo do Rei de Lomos. No fim, é revelado que Gome é uma garantia dos desejos que podem se realizar, sendo criado por deus para realizar o desejo das pessoas de coração puro, daí que, mesmo sendo um monstro, Gome não sofre com a influência da “Evil Will” ou “Vontade do Mal”. Gome foi, então, a materialização do desejo pueril de Fly de ter um amigo.


Crocodine e Garuda

croco

30 anos, no começo da série, Crocodine aparece como um poderoso inimigo e Comandante do Batalhão das Feras Indomáveis. Na primeira batalha, só não matou Fly porque Maan impediu Crocodine atacando-o com sua arma mágica. Ainda durante esse primeiro combate, ele perde a visão de seu olho esquerdo após ser golpeado por Fly com a pequena espada dada de presente por Leona. Unindo forças com o Bispo Zaboera, Crocodine ataca o reino de Lomos, com várias bestas sob seu comando e enfrenta Fly novamente. Porém, desta vez ele utiliza Blass (o avô de Fly) que está sob influência de Zaboera para atacar o pequeno guerreiro. A batalha parecia estar ganha para Crocodine até que Pop, usando o feitiço Mahoncatour, consegue liberar Blass da magia de Zaboera e assim, Crocodine é finalmente derrotado por Fly, graças à Marca do Dragão. Nesse combate, Crocodine quase perde a vida.

Depois disso, ele inspira-se na coragem de Pop e se alia ao grupo. Crocodine luta ao lado do grupo em todas as batalhas subsequentes, sendo parcialmente responsável pela mudança de caráter de Jenki, além de salvar a vida dele. Crocodine também salva a vida de Fly na saga de Freizard – o General de Chamas e de Gelo, ajuda na luta contra Baran, usando seu corpo como um escudo para gastar a energia de dele, protege o reino de Papunika com os outros heróis, luta contra o Lord demônio na primeira vez e ajuda nas batalhas contra a Guarda Especial de Hadler. Depois disso, a importância de Crocodine se reduziu pelo fato dos protagonistas e vilões terem ficado muito mais fortes.

Crocodine tem uma arma poderosa chamada “Machado Aspirador”, que lhe permite lançar Bagi, um dos dois feitiços de vento disponíveis. Mais tarde, ele adquire uma arma ainda mais poderosa pelo lendário espadachim Lon Berk, quando o Machado Aspirador é destruído na primeira luta com Burn. Sua técnica especial é o Ataque Espiral do Rei das Feras.
Além disso, Crocodine ainda tem uma ave que é sua fiel escudeira, Garuda.


Matorif

Matorif

98 anos, é um dos antigos heróis que lutou ao lado de Avan. Domina qualquer tipo de fetiço de ataque como os dos grupos Mera, Gira e Io. Também pode usar mais de 100 feitiços especiais como o Rula. É considerado o mago mais importante de todos os tempos. Inicialmente se recusou a ajudar o grupo de Fly, mas este, com um olhar determinado tal qual o de seu mestre Avan em prol da Justiça, faz Matorif mudar de ideia. Em sua batalha contra Freizard, Fly treina com Maan, privando sua visão com uma venda a pedido de Matorif, para que seus sentidos fossem aguçados, sendo que seus olhos viriam coisas além do imaginado, ou seja, usar os olhos da Alma para ver o invisível (no caso, o primeiro exemplo disso trata-se da medula do monstro Freizard).
Enquanto isso, Matorif treina Pop em sua técnica de teletransporte, o Lula. Depois do reino de Papunika ser salvo, Matorif pede para seu aprendiz Pop ficar junto de Fly, não pelo fato de ser um garoto, mas também por ser o Cavaleiro do Dragão. Também é um grande pervertido, principalmente no que diz respeito a mulheres.


Melulo (Merle)

Melulu

15 anos, é uma jovem vidente que viajou por numerosos reinos com sua avó, Nabara. Tem um potencial dom de premonição superior ao de Nabara. Pode prever o futuro e sentir a presença de maus espíritos. Durante a série, mostrou estar apaixonada por Pop. Merle conhece alguns feitiços de cura como Joimi.


Nabara

Nabara

72 anos, é uma vidente muito famosa que viajou através de muitos reinos com sua neta Merle. Possui o dom de ver cenas que ocorrem a distância e consegue achar pessoas desaparecidas com sua bola de cristal. Nabara tem um caráter muito volátil, uma vez que foge facilmente quando encontra algum perigo.


Badack

Badack

58 anos, apareceu quando Pop e Fly foram vencidos por Jenki. Esteve sempre a serviço da família real de Papunika, apesar de que agora não passa de um soldado aposentado. Sempre se gaba dizendo que é um grande consertador de armaduras e também um grande espadachim, mas não é tão bom quanto diz. Não possui magia e acompanha Fly em algumas partes da saga. É um pouco impaciente, mas sua lealdade é indiscutível. Tem uma filha, um genro e uma neta.


Apolo

Apolo

20 anos, é o mais importante dos três sábios de Papunika. Possui um equilíbrio entre ataque e defesa. É o representante do símbolo sol, um dos três símbolos de Papunika.


Amy

Amy

18 anos, é uma dos três sábios de Papunika e representa o símbolo do vento. Sua especialidade são os feitiços de ataque, enquanto sua irmã mais velha é mais hábil com os de defesa. Cuida do balão de Papunika e é bem bonita.


Marin (Mailin)

Marin

20 anos, é uma dos três sábias de Papunika. Representa o símbolo do mar e sua especialidade são os feitiços de cura.


Freizard (Flazzard)

Flazard

No original, Flazzard, foi criado por Hadler com o uso de magia proibida e tinha cerca 1 ano. Freizard liga somente para a glória e a vitória não se interessando por brigas justas. Seu corpo é uma combinação de fogo e gelo e ele pode usar os dois elementos para atacar. Suas técnicas principais eram Explosão de Fogo e Gelo, Bomba das Cinco Tochas e feitiços do grupo Mera e Jiado. Sendo o cruel Comandante do Batalhão das Chamas de Gelo, capturou a princesa Leona, a congelou e a prendeu na ilha do Redemoinho. Fly vem para o resgate, mas Freizard levanta a barreira de restrição, impedindo os heróis de usarem todo o seu poder, forçando-os a fugir.
Na batalha final contra Fly, acaba sendo derrotado, com metade do seu corpo sendo destruída. Então, ele vende sua alma para Mystburn e ganha uma armadura gigante mas mesmo assim, é feito em pedaços por Fly com a técnica da espada letal de Avan. Por fim, foi morto por Mystburn, quando restou apenas seu olho.


Zaboera

Zaboera

Cerca de 890 anos, é o comandante do Batalhão dos Feiticeiros. Zaboera aparenta ser frágil porém, é altamente inteligente, confiando em truques para conseguir o que quer. Ele não se importa com ninguém e considera todos como suas ferramentas, incluindo seu filho Samusa, que usou para adquirir informações essenciais sobre o desenvolvimento dos hiper-demônios. Zaboera tem suas tropas lutando para ele, já que não gosta de sujar as mãos. Ele se esconde nas sombras e utiliza qualquer um para alcançar seus objetivos. Zaboera pode lançar Zaraki, que pode causar a morte instantânea a um grupo de adversários e Moshasu, que pode assumir a forma de qualquer um. Ele também possui arsenais relacionados ao veneno. No final do mangá, se transforma em um Hyper Zumbi e é derrotado por Lon Berk e morto por Crocodine.


Hadler

hadlar

357 anos, “O Rei das Trevas” é o líder do Exército dos demônios. Hadler foi um grande Lorde dos demônios até ser derrotado por Avan e seu grupo de amigos. Hadler foi, então, ressuscitado pelo grande demônio Rei Burn para servi-lo e assim, se vingou de Avan, passando a perseguir Fly (natural sucessor de Avan e um garoto prodígio possuidor da marca do Dragão). Depois que Hadler foi morto por Avan, Burn o ressuscitou em um corpo mais forte que poderia ser revivido inúmeras vezes pela sua magia, com cada avivamento aumentando seu poder. Este corpo revelou-se muito fraco diante de Fly e seus companheiros, então Hadler usa Zaboera para transformá-lo em um hiper-demônio, o que lhe permitiu-lhe adquirir um enorme aumento de poder e dar-lhe propriedades regenerativas.
Contudo, nesse estado, ele perdeu seu status de modo que não poderia mais ser ressuscitado. Dois dos feitiços mais fortes de Hadler são Ionazun e Begiragon, os quais pertencem ao nível mais alto desses dois tipos respectivos. Ele também é capaz de utilizar as Garras do Inferno. Quando Hadler usa seu novo corpo para derrotar Fly, Burn o recompensa dando-lhe 5 peças de xadrez de Oriharukon, os quais Hadlar usa magia proibida para criar seus guerreiros de sua Guarda Real. Posteriormente, Hadler é quase derrotado por Baran em seu estado Ryumajin, quando percebe que em seu corpo, Burn havia inserido o Coração Negro que causaria uma grande explosão, que acaba por matar Baran. Hadler finalmente é derrotado após receber o Golpe Giga Strash de Fly e morre após usar seu corpo para salvar Pop da armadilha de fogo de Killburn.


Mystburn

Mystburn

Comandante do batalhão dos fantasmas, Mystburn foi o segundo mestre de Jenki, tendo-o salvo após a tentativa de matar Avan. Era um ser misterioso que não tinha falado por mais de uma década, sendo proibido por ordens do Grande Burn. Ao final do mangá, revela-se que na verdade era um fantasma formado pelos sentimentos negativos do sub-mundo e que guardava o corpo jovem de Burn para quando precisasse. Embora Mystburn não possua nenhuma habilidade de luta física, ele tem a capacidade de possuir a mente de qualquer um e transformá-los em seus fantoches. Sua técnica especial é a Mão de Energia Negra que o permite usar o poder das trevas. Mystburn é possivelmente uma das criaturas mais antigas que já existiu. Foi morto no corpo de Jenki durante uma tentativa de possuí-lo.


Killburn e Piroro

Kilburn

Dupla de assassinos que servem Burn e matam os membros do Exército do Grande Rei do Mal que o traíram. Killburn também é chamado de Shinigami (ou deus da morte). No final, descobre-se que Killburn foi enviado pelo dragão negro Velther para destruir Burn quando tivesse uma oportunidade. Tem uma luta contra Avan e é derrotado pelo Avan Strash. No fim, Piroro revela-se como o verdadeiro Killburn, que controlava o corpo maior, que não passava de uma marionete. Por trás da máscara de Killburn, havia um Coração Negro que destruiria toda a Terra. Piroro foi morto por Maam, enquanto o fantoche Killburn foi destruído na explosão do Coração Negro desencadeada por Piroro.


Burn

Burn1

Também conhecido como Vearn ou Ban, é o Grande Rei do Mal, o líder supremo do exército dos demônios e o principal vilão. Burn odeia que os deuses deram aos seres humanos o mundo da superfície para viver enquanto os demônios teriam que viver sem o sol. Assim, seu objetivo é destruir a superfície usando um campo de explosão hexagonal para livrar o mundo dos seres humanos fracos. Perto do final do mangá, foi revelado que, para alcançar a imortalidade, Burn separou seu corpo em duas partes. O corpo que ele controla diretamente mantém a inteligência e o poder mágico, enquanto o corpo que foi dado a Mystburn manteve sua força física.
O Rei do Mal usa seu grande poder mágico para usar o feitiço do tempo em Mystburn. Assim, enquanto Mystburn manipula um corpo que é afetado por esse feitiço, efetivamente, adquire a imortalidade, enquanto o corpo de Burn, ao crescer em inteligência e poder mágico, manteve o envelhecimento. Depois de ser derrotado por Fly, Burn decide restaurar seu corpo original e se torna mais poderoso do que nunca. Ele foi derrotado novamente com grande dificuldade por Fly e transformou-se em pedra. Burn tem a capacidade de lançar quase todos os tipos de magia disponíveis, incluindo os mais fortes como um Merazoma em forma de Fênix, Kaiser Phoenix e Calamity Wall.


Outros personagens!


Leyra

Leyla

A mãe de Maam e uma das heróinas que ajudou Avan a vencer Hadler. Se aposentou e não serve para mais porra nenhuma.


Rei de Lomos

Rei

Um rei idiota alegre que vive puxando o saco de Fly e cia. Governa o reino de Lomos.


Baltos

Baltos

Era um soldado caveira do antigo exército de Hadler e pai adotivo de Jenki. Foi morto por seu rei quando este descobriu a traição, mas antes de morrer gravou uma mensagem em seu celular, que o idiota do seu filho adotivo só descobriu muitos anos depois e que o forçou a virar a casaca.


Deloin

Delorin

Um espadachim que se parece muito com Pop. Junto com seus amigos traiçoeiros atacou a Ilha Dermilin, onde sequestrou Gome, mas no fim acabou derrotado por Fly, que nessa época, nem sequer tinha treinado com Avan, mostrando o quão fraco Deloin é.


Zulubo

Zulubo

Uma gostosa que se utiliza desse atributo para enganar homens idiotas.


Helo Helo

Helo Helo

Um grandalhão imbecil, que adora jóias.


Masoho

Masoho

Acredita-se que seja o mago Babidi, já que foi dublado por ele. Tem medo de árvores. Apesar disso, é o mais honesto do grupo de heróis falsos, já que encorajou Pop a virar macho e se suicidar lutar contra Crocodine. Revelado no mangá, como sendo irmão do mestre tarado Matorif.


Abertura

Quem não lembra daquela maravilhosa (e chata) musiquinha, e que todos aprenderam a cantar (até sem querer)? Pois bem, venho relembrar aos esquecidos e se alguém não conhece, apresento-a. Confira:

Letra:

Fly, Fly, Fly, quero a paz que o inimigo destrói.
Fly, Fly, Fly, um pouco de mago e muito de herói.
Voar por terras distantes, ser um herói de verdade,
Aprendí a usar a magia em horas de dificuldade.
Vovô sempre quis me ensinar, um dia vou ter que aprender,
Pra lutar contra as forças do mal, a gente tem que saber.
Defender quem precisa de ajuda, a justiça em primeiro lugar,
Pois todo herói de verdade, pelo bem, sempre tem que lutar.
Fly, Fly, Fly, quero a paz que o inimigo destrói.
Fly, Fly, Fly, um pouco de mago e muito de herói.


Então foi isso, se você gostou dessa postagem não deixe de comentar e dizer o que achou, e não deixe de dá sua opinião ou sugestões para futuros especiais. Enquanto isso confira outros especiais clicando AQUI.
Até a próxima…



[Total: 1    Média: 5/5]

Flamenguista fanático, viciado em animes, séries, filmes e games . Frase: “Eleve seu cosmo, aumente seu ki, confie no coração das cartas e nunca se alie ao lado negro da Força”.