ROSTOS POR TRÁS DOS PERSONAGENS (PARTE 4)

Sem Título-1


Olá queridos seguidores, hoje iremos mostrar rostos não muito famosos, porém que trabalham muito e que tem seus personagens reconhecidos nacionalmente pela maioria da população brasileira.

Vamos falar sobre os titeriteiros. E quem são os titeriteiros? Pois bem, titeriteiros são pessoas que manipulam bonecos ou fantoches. Lembrando que nem sempre quem manipula os personagens são os donos das vozes. Algumas vezes homens manipulam e a voz e/ou o personagem é feminino, isso depende muito.

Iremos falar somente sobre fantoches e bonecos onde são manipulados manualmente e não sobre personagens onde pessoas se vestem com personagens (isso será futuramente)e somente brasileiros também, alguns novos e atuais e outros mais antigos. Também explicarei um pouco mais sobre eles pois nas outras postagens falo só o básico, más nesse post de hoje se exige uma explicação mais avançada. Então vamos lá..


Tom Veiga – Louro José (Mais Você)

Loro José - Tom Veiga 0

Em 1997, Ana Maria Braga, então apresentadora do “Note e Anote”, na Record, estava tentando criar novas atrações para seu programa, quando pensou em algo para atrair o público infantil, um boneco com o qual pudesse interagir. Inspirado em seu animal de estimação, um papagaio com o mesmo nome, criou o Louro José. No começo, o boneco não tinha personalidade definida, até ser assumido pelo então assistente de produção Tom Veiga (que nunca mostrou seu rosto na mídia). Veiga criou a identidade e também a voz do boneco, que faz sucesso até hoje, com seu jeito piadista, louco pra roubar a cena. Hoje na Globo, diversos produtos do papagaio já foram licenciados, sendo sucesso de vendas perante o público infantil.


Eduardo Mascarenhas – Xaropinho (Programa do Ratinho)

Xaropinho - Eduardo Marcharenhas 0

A melhor palavra pra definir o personagem deve ser “fenômeno”. Criado por Eduardo Mascarenhas, artista plástico, manipulador, pregador evangélico (!!!) e etc, para ser o alívio cômico do “Ratinho Livre” (Record, 1998). O programa tinha perdido as “atrações” Rodolfo e ET, e precisava de algo novo, para atrair um público mais jovem. Assim como o apresentador Ratinho, o boneco virou um enorme sucesso, sendo licenciado para diversos produtos (só em bonecos, o personagem vendeu 2 milhões de unidades!!!). Ao longo dos anos, o personagem ganhou mais espaço, um primo, o boneco Tunico, e se tornou uma das marcas registradas dos programas do Ratinho.


Fábio Galileu – Tunico (Programa do Ratinho)

Fábio Galileu - Tunico 0

Tunico não era tão carismático quanto o Xaropinho mas sempre fazia a galera dá risadas. Ele sempre apanhava do apresentador e até do seu primo. O Tunico sempre berrava “suuuuucessso” ou “esse é meu patrão” (frase que batizaria a empresa de Fábio Galileu). Uma de suas piadas era “esse programa (do Ratinho) parece rodoviária… Só tem mala” (no que provocava cacetadas do Xaropinho porque era uma piada repetitiva).


Fernando Gomes – Júlio (Cocoricó)

Júlio - Fernando Gomes 0

Manipulado e dublado por Fernando Gomes, um dos maiores manipuladores brasileiros (responsável também pelo Gato Pintado, do “Castelo Rá-Tim-Bum”, o Xis do “X-Tudo” e o Garibaldo, da versão atual de “Vila Sésamo”, entre outros) o menino Júlio foi criado em 1989, na TV Cultura. Surgiu no especial “Um Banho de Aventuras”, que depois foi adaptado como novelinha no Rá-Tim-Bum” (lembram? é aquela série onde o Júlio procura seu leãozinho de pelúcia Léo, com a clássica música “Cadê o Léo”). Em 1996, o personagem foi ressucitado no programa “Cocoricó”, que se tornou um dos maiores sucessos da história da emissora e segue até hoje com pique total (atualmente, o manipulador de Júlio também dirige o programa).


Emerson Taborda – Kinho (Escolinha do Barulho)

Kinho - Eberson Taborda 0

Mais desconhecido desta lista, o macaco Kinho é uma criação do artista plástico Emerson Taborda. Teve certo destaque ao participar da “Escolinha do Barulho”(Record, 1999) onde interagia com os alunos e professores, fazendo piadas. Em 2003, voltou a aparecer, no programa “Viva Ação” (RedeTV! e Gazeta). O mais inusitado: esse programa era apresentado pelo Comandante Hamilton, piloto de helicóptero que já teve passagens pelos programas do “Gugu” e também pelo “Cidade Alerta” e etc. Nessa última aparição, o macaco era parceiro do piloto, na apresentação de gincanas e reportagens.


Anderson Clayton – Guinho (Programa da Palmirinha)

Guinho - Anderson Clayton 0

Anderson Clayton acompanhou a vovó Palmirinha desde quando ambos trabalhavam na Gazeta, em meados dos anos 2000. Formado em Jornalismo, ele foi deslocado para o programa dela. Criou o boneco Huguinho, mas a Gazeta registrou o personagem. Clayton, então, teve que mudar o nome para Guinho quando ele e a culinarista deixaram a emissora. O manipulador chegou a ficar indeciso se continuaria interpretando o boneco pois em meados do ano de  2014, Anderson e Palmirinha se desentenderam e acabou chegando ao fim a parceria de mais de 15 anos e o pior que foi de uma forma não muito boa para ambos, pois seus advogados tiveram que serem acessados e causou um grande desgaste na amizade deles.


Magda Crudelli – Garrafinha (TV Globinho)

Magda Crudelli - Garrafinha 0

Magda Crudelli é uma manipuladora de bonecos dubladora brasileira. Na Rede Globo, fez TV Colosso e Turma da Garrafinha. Na TV Cultura, ela pôde ser vista como a galinha Lilica do Cocoricó e a monstrinha Bel da Vila Sésamo. Também manipulou a cobra Suzana no seriado infantil Ilha Rá-Tim-Bum, e também a Cotinha em Igarapé Mágico na TV Brasil de 2013 e 2014. Em 2014, ela fez a vampira Valquíria do Que Monstro te Mordeu?, também da TV Cultura. A partir de 2015 atua Como professora e coordenadora diária de artes no colégio o Hebraica Renascença.


Álvaro Petersen – Cobra Celeste (Castelo Rá Tim Bum)

Cobra Celeste - Álvaro Petersen 0

No documentário Descontruindo o Castelo – O Boom do Rá-Tim-Bum [2010], Álvaro Petersen revela que participou de um teste ao lado de várias mulheres e que, embora quase tenha sido dispensado para dar vida a Celeste, surpreendeu ao investir no sotaque carioca.
Passando no teste de Celeste, Álvaro também interpretou o personagem Godofredo entre 1994 e 1995 e entrou para a história da TV Cultura com uma das personagens mais carismáticas do infantil. Foram 90 episódios, 6 mil horas de gravação e mais de 3 mil horas de edição. Nossa!


Fernando Gomes – Mestre Iodo (Agente G)

Fernando Gomes - Mestre Iodo 0

Olha o Fernando Gomes aqui de novo. Nesse programa ele era o guru do Agente G. Apesar de sábio, era meio atrapalhado. Era uma paródia do Mestre Yoda da franquia Star Wars, o que fica claro pelo nome e pela aparência física bem como pelo jeito de falar característico de Yoda. Para quem não lembra desse programa eu já falei sobre ele AQUI.


Erik Gustavo – Marcelinho (Youtube)

Erik Gustavo - Marcelinho 0

Quem conhece o canal do Youtube chamado Alta Cúpula, com certeza conhece Marcelinho e sua leituras de contos eróticos e cartas de fãs. Ele foi criado como uma forma de zoeira porém fez bastante sucesso e isso rendeu alguns trabalhos para seu criador, Erik Gustavo. Marcelinho já rendeu a seu dono aparições em eventos de cultura digital, como o Nerd Rio. Além disso, o fantoche já estrelou comerciais para a rede de restaurantes Giraffas, a marca de camisinhas Prudence e também já foi DJ em diversas festas, como a carioca Baile do Bené, da qual virou garoto-propaganda. Tudo isso, é claro, rende cachê ao homem por trás do boneco.


Então foi isso galera, eu farei futuramente algo sobre outros personagens, aqueles de corpo inteiro (Fofão, Priscilla da TV Colosso, Melocoton..entre outros) e farei em breve um sobre personagens estrangeiros, aguardem.

Essa postagem é a quarta parte da série, onde falei de vários artistas e que você pode conferir os anteriores em:

PARTE 1  –  PARTE 2  –  PARTE 3

E se você gostou desse post comente abaixo e deixe sua opinião, ela é muito importante para o nosso trabalho. Até a próxima!


Gostou? Compartilhe!



[Total: 1    Média: 5/5]

Flamenguista fanático, viciado em animes, séries, filmes e games . Frase: “Eleve seu cosmo, aumente seu ki, confie no coração das cartas e nunca se alie ao lado negro da Força”.