TOP 10 – HERÓIS CÔMICOS

sem-titulo-1


E ai meus jovens, estavam com saudades dos nossos TOP 10? Eu estava!
De todos os quadros e séries que criei aqui no site, esse é um (se não o mais) trabalhoso de fazer, e por isso, as vezes fico sem tempo, ai acabo por fazer os outros e ele demora pra sair, más não quer dizer que pararei com esse, vou continuar a fazê-lo, pois gosto muito do resultado final.

E o post de hoje será sobre aqueles heróis “meia boca” que sempre existem nos desenhos, aqueles super-heróis que não são de Marvel ou DC Comics e que são mais de zoação do que um herói sério e de verdade.

O que podemos deduzir ao falar “cômico” no título, ou o que eu entendo como critério para esse post é o seguinte: Os heróis não são muito detalhados (bem desenhados e/ou bem feitos); os heróis são ou fazem parte de um desenho infantil e não de um anime ou hq famosa; alguns deles parecem ou são sátiras de super-heróis famosos e poderoso, entre outros…

Por tanto, esses que escolhi são alguns que lembro, devem haver outros que tiveram seus próprios desenhos e que se encaixem nessa categoria, porém achei esses como os mais destacados. Vamos lá?


10 – The Tick

The Tick, o herói azul super forte e invulnerável, mas nem de longe a faca mais afiada da gaveta, combate o crime causando muito prejuízo, mas não está sozinho, seu side kick (e cérebro) é Arthur, o traça, que não tem poderes, mas serve para guiar a ingenuidade e falta de sutileza do Tick.

Um desenho bastante divertido, com uma animação legal, totalmente com cara de anos 90. O desenho foi infantilizado em relação aos quadrinhos e posteriormente a série, mais ou menos como aconteceu com as Tartarugas Ninjas. Mas ainda continua engraçado.


09 – Queixo Rubro (Super Queixo)

2r5cb9x

Queixo Rubro (Gabriel Mugge), alter-ego de Charles Hampton Indigo, é um personagem de história em quadrinhos a quem Timmy Turner (do desenho Os Padrinhos Mágicos) adora. Ele tem um queixo descomunalmente grande, segundo a história, causado pela mordida de um galã radioativo, quando ele trabalhava como repórter. Seu Arque-rival é a Cínthia, que tem uma roupa idêntica, porem sem o nome “cerveja” nela.


08 – Os Super Gêmeos 

supergemeos

As pessoas podem até dizer que o desenho Superamigos era um lixo clássico, mas ninguém pode negar que era muito tosco e que dentre as bizarrices que aquele desenho apresentou uma das mais cretinas eram os Super Gêmeos. Dois irmãos, Zan e Jayna, são gêmeos alienígenas que vieram parar na Terra ninguém sabe como nem porquê.

Eles vestem uma roupicha roxa (Para ela não pega nada, mas para ele fica estranho. Sem preconceitos) para combater o mal e o poder dos dois só funciona quando eles estabelecem contato físico (o que significa que se você separar os dois eles estão ferrados), a partir daí Jayna pode assumir a forma de qualquer espécie animal enquanto que o seu irmão ficou com a pior habilidade, o pamonha pode virar… água! Que BOSTA! A irmã pode se transformar em um mega tiranossauro rex, um tigre, um leão e tudo que o poder dele consegue fazer é virar balde d’agua. Que poder cocô! Zan tenho pena de você. Além de tudo tem que ficar aguentando aquele macaco-mala do Glick.


07 – Fantomas – O Guerreiro da Justiça

fantaman_02_by_fagian-d2ylgnq

Fantomas – O Guerreiro da Justiça (Ogon Batto, Japão, 1967), exibido na televisão brasileira na década de 70 do século passado, em 52 episódios com aproximadamente 25 minutos de duração. Fantomas era um esqueleto poderoso, com sua capa negra e vermelha, que voava e tinha uma força descomunal, portando um bastão mágico que soltava raios e dilacerava qualquer sólido, sempre dando gargalhadas debochadas contra seus inimigos.

O desenho animado era marcante principalmente pelo clima sombrio e sinistro das histórias, com elementos de horror presentes de forma significativa. É claro que no final das contas, era sempre aquela previsibilidade da eterna luta do Bem (Fantomas) vencendo o Mal ( o cientista louco Dr. Zero), com a justiça prevalecendo.


06 – Birdman (Homem-Pássaro)

0577aa2509dfe63a69090ea83cb114b9

Com o poder do deus egípcio do Sol Rá, o humano Ray Randall transforma-se no super-herói Homem-Pássaro, lutando contra o crime e pela justiça no mundo. O Homem Pássaro dispunha de armas especiais para combater seus inimigos: raios solares e um escudo de força.

Nosso herói é ajudado pelo Falcão Vingador e recebe suas ordem de seus chefe, o Falcão 7. Também aparece na série o Garoto-Pássaro que ajuda o Homem-Pássaro em alguns episódios.


05 – Space Ghost

space_ghost

O herói intergaláctico, poderoso e gentil, usava uma roupa branca, máscara preta (que jamais tirava) e tinha a capacidade de voar e ficar invisível, graças ao seu cinto de invisibilidade que também lhe concedia super-força. Space Ghost tinha ainda, em cada pulso, um bracelete com botões que, quando pressionados, emitiam raios com várias funções, entre elas, a projeção de escudos de força. Com muita concentração ele podia também se teleportar, transformando todos os átomos de seu corpo em energia. Mesmo com a capacidade de voar, Space Ghost tinha uma espaçonave, chamada de Crusador Fantasma, que podia atingir altas velocidades e estava sempre equipada com inúmeros armamentos de tecnologia avançada.

Space Ghost vivia em seu quartel-general situado no Planeta Fantasma (Ghost Planet), onde em sua sala de comunicação ele tinha acesso a computadores super-avançados, sala de radar e até um hangar. Em suas aventuras, patrulhando as galáxias, Space Ghost contava com a ajuda dos gêmeos Jan e Jace. O macaco Blip, entretanto, só apareceria na década de 1980. Os três possuíam um cinto de invisibilidade, um aparelho de comunicação e um pequeno jatinho nas costas que os fazia voar. Jan e Jace tinham ainda, uma espécie de motocicleta voadora.


04 – Falcão Azul e Bionicão

falcao

Hanna-Barbera explorou o tema do animal falante de todas as maneiras possíveis. Até nos Super Heróis e é aqui que aparece Dynomutt, Dog Wonder (Dinamite, O Bionicão). Foi produzida uma única temporada de 20 episódios em 1976. O milionário Radley Crown e seu cachorro biônico, Dinamite se tornam Falcão Azul e Bionicão quando o crime acontece na cidade Big City. Falcão Azul tinha o Falcão Sinal, Falcão Carro, Falcão Caverna, no melhor estilo Batman de 66.

O desenho durou pouco, como muito das produções de Hanna-Barbera. A animação não tinha novidades em relação ao Scooby Doo, até o desenho do cachorro era bastante próximo ao Scooby. O desenho era engraçado, mas meio bobo no geral, Falcão Azul era bastante no estilo Batman, mas bem menos eficiente, mesmo falando do Batman de Adan West.


03 – Capitão Planeta

Os nascidos na década de 80 devem lembrar bem desse personagem, o Capitão Planeta, um super herói ecológico criado em 1990 por Ted Turner, fundador da CNN, como forma de alertar seus pequenos telespectadores a cuidar bem do planeta e do meio ambiente. A ideia deu tão certo que o desenho foi vendido para mais de 100 países, incluindo o Brasil, que o transmitiu no Xou da Xuxa e TV Colosso, além da Cartoon Network, Futura e Tooncast. Ao todo foram produzidos 113 episódios de 30 minutos cada.

Seus poderes foram dados por Gaya, ou o espirito protetor da Terra, que os deu para os protetores através de anéis mágicos que representavam cada um dos elementos: terra, ar, fogo, água e coração, que juntos formavam o Capitão Planeta. E os responsáveis por esses poderes eram cinco crianças que tinham os anéis, eram elas: Ma-ti (um índio brasileiro) que tinha o poder do “coração” (o mais sem graça); Kwame, um ganês, representante do elemento “terra”; Joey Wheeler, um típico americano meio folgado e atrapalhado, representava o “fogo”; Linka, a mais inteligente do grupo, loura e soviética, representava o “vento”; Gi, uma tailandesa apaixonada pelo mar, surfista e fã de rock. Seu elemento não podia ser outro que não a “água”.

Depois de gritar o nome dos seus elementos e apontar o seus anéis para o alto, eis que surgia o nosso Capitão com sua épica frase: “Pela união dos seus poderes, eu sou o Capitão Planeta”, e todos gritavam: “Vaaaaaiii Planeeetaaa”.


02 – Freakazoid!

Freakazoid! foi um dos desenhos mais doido dos anos 90, que apesar de não ter tido um grande sucesso, conquistou um bom número de fãs que lembram dele com saudades. Esse desenho foi criado por Steven Spielberg, o gênio do cinema. Quando ele mais algumas pessoas ainda estavam trabalhando na ideia inicial, o desenho ia ser sobre um herói muito semelhante ao Batman, mas Spielberg queria algo engraçado, dessa forma surgiu o Freakazoid! da maneira que o conhecemos.

A série teve apenas duas temporadas e contava a história de um jovem viciado em computadores, que um dia, devido a uma falha no seu PC, acabou sendo sugado para o ciberespaço, onde ele tinha super poderes. No Brasil o desenho já passou na Globo, na Band e no SBT.


01 – Bananaman

Television programme: Bananaman.

Bananaman é originalmente uma história em quadrinhos britânico editada pela DC Thomson & Co Ltd e apareceu originalmente como uma tira na revista Nutty # 1, no dia 16 de fevereiro de 1980, criado e escrita por Steve Geering e ilustrações de John Geering, e basicamente é uma paródia de super-heróis conhecidos como Superman, Capitão Marvel, Marvelman e ocasionalmente outros personagens da Era da Prata, ao mesmo tempo colocando uma forte dose do excêntrico humor britânico.

A história começa com um personagem chamado Eric que é disparado para a Lua da Terra e lá chegando ganha seus poderes, porque a lua crescente se assemelha a uma banana. Assim ele se torna o herói Bananaman que se assemelha ao Superman em dois aspectos, uma por sua fraqueza a criptonita em estilo de bananas mofadas e ele tem também a sua Fortaleza no Pólo Norte, feita naturalmente em formato de uma gigantesca banana.

Na série, o Bananaman tem um penteado em forma de banana e um interesse romântico na forma da personagem Fiona, Também possui Força Super, “os músculos de vinte homens, e os cérebros de vinte mexilhões”, consegue voar, consegue respirar no espaço, é um personagem muito cômico e esta equipado também com os dispositivos: Banana térmica, injetor do laser da banana, underwear térmico eletrônico.


Menções Honrosas


Super Mouse

super-mouse-01

O desenho do Super Mouse foi criado, em 1955, pela Terrytons, uma produtora pouco conhecida por aqui. O desenho original era composto por aventuras do Super Mouse e episódios dos corvos Faísca e Fumaça. O personagem Super Mouse foi inspirado nas aventuras do Super Homem e mostrava um ratinho com super poderes lutando contra toda espécie de inimigos.

Em 1987, foi criado um novo desenho com o poderoso ratinho pelo estúdio Bakshi Animation, para a CBS. Nessa versão Super Mouse esconde sua identidade secreta se passando pelo pacato Mike Mouse.


Formiga Atômica

2013_08_20_15_58_02_2

A Formiga Atômica é um desenho animado de um super-herói criado por Hanna-Barbera em 1965. A Formiga Atômica tem sua base num formigueiro próximo da cidade, onde ela tem um computador do tipo mainframe e equipamentos de exercício. Seus poderes consistem na habilidade de voar, super-velocidade e força descomunal. Ela é contactada pela polícia para resolver os crimes, sendo algumas missões parodiadas de Batman.

A frase de ação da Formiga Atômica “Up and At ‘em, Atom Ant!”, foi traduzida pela dublagem original brasileira para “Lá vai a triônica, Formiga Atômica”. Era proferida a cada ataque. Sempre que não conseguia ter força suficiente para uma determinada tarefa, ela voltava ao seu formigueiro, levantava os halteres algumas vezes e voltava para completar sua missão.


Batfino

batfino

Batfino era uma mistura de morcego com gato que ao receber através de uma ligação de vídeo em sua caverna, saía para auxiliar o chefe de polícia de sua cidade contra uma série de supervilões bizarros. Geralmente os comunicados de crimes eram dados pelo Chefe, o consultor de BatFino .

Para combater o crime ele usava uma avançada tecnologia como o sonar-radar supersônico – que procurava os bandidos e retorna para o herói mostrando suas localizações – e sua inseparável capa que funcionava como uma couraça de aço e o permitia voar, destaque para essa última que o herói sempre falava seu bordão ao usar: “suas balas não me atingem, minhas asas são como uma couraça de aço”. Apesar de falar que suas asas eram de aço ele sempre levava consigo uma latinha com removedor de mancha para mantê-las sempre brilhando. Ao lado do herói estava o seu ajudante oriental Karatê, um grandalhão que era especialista em artes marciais e servia também como motorista do Batilac, o super fuscão cor-de-rosa com asas de morcego na traseira, equipado com um plutônio termo-nuclear.


Então foi isso galera, esse foi nosso Top 10 de hoje, para relembrar e apresentar (para os que não conheciam) esses heróis diferentes que sempre esteve presentes nas nossa vidas, mas que poucos conhecem ou lembrava.

Se você lembra de algum que não foi citado e que siga o mesmo padrão desses, comente e nos ajude a fazer uma segunda parte!
Até a próxima galera!


Gostou? Compartilhe!



[Total: 1    Média: 5/5]

Flamenguista fanático, viciado em animes, séries, filmes e games . Frase: “Eleve seu cosmo, aumente seu ki, confie no coração das cartas e nunca se alie ao lado negro da Força”.