TOP 10 – BANDAS POPS NACIONAIS

capa


Fala galera do Los Geeks, hoje vou relembrar momentos da vida de quem viveu nos anos 80, 90 e começo dos anos 2000, vou trazer as boybands e group grils que faziam sucessos nessas épocas. Todas fizeram muito sucesso no mercado fonográfico e sempre estavam presentes em programas de tv.

O que caracterizam e quais critérios foram usados nessa lista?
As boybans e group girls são aquelas bandas que muita gente iam nos show ou assistiam na tv mais por conta dos integrantes do que das música (até porque são poucas que são boas), e que na maioria das vezes os integrantes era bem de aparências ou dançavam bem e daí o seu sucesso. Más tinham bandas boas também, antes que me critiquem.

Só lembrando que tiveram outras, más resolvi fazer só sobre essas pra poder variar os estilos. Ah, e só avisando que essas são só as bandas nacionais, teremos a parte 2 que serão com as bandas internacionais.

Então, se você viveu nesses anos, relembre esses grandes sucessos, e se você não conhecia essas bandas, tá ai uma oportunidade. Confere ai:


10 – Bom-Bom

10

Um grupo teen empresariado por Gugu Liberato. Seu grande (e único) sucesso foi uma versão da música Vamos a la playa do grupo latino Riguera, em 1986. O grande diferencial é que os meninos tocavam e não ficavam só dançando.


09 – Frenéticas

09

Grande sucesso brasileiro da disco music. Sandra, Lidoka, Edir, Dudu, Leiloca e Regina se juntaram em 1976. Todas trabalhavam na danceteria Dancin’day, fundada pelo compositor e jornalista Nelson Motta. O disco Frenéticas, com a canção Perigosa, vendeu cerca de 150 mil cópias. Mas seu maior hit foi Dancin’day (aquela que diz “Abra suas asas, solte suas feras…”), composta por Lulu Santos, que foi usada como tema da novela homônima.


08 – Twister

08

A boy band se destacou no início dos anos 2000 com hits como 40 Graus e Perdi Você. Composta por Sander Mecca, Leo Richter, Gilson Campos, Luciano Lucca e Aleks Bandera, também acabou se dispersando com o tempo. O vocalista Sander, inclusive, voltou aos holofotes em 2003 depois de ser preso por tráfico de drogas. Em 2013, após dez anos de pausa, ensaiaram um retorno e, no início de 2014, lançaram um videoclipe.


07 – Banana Split

07

Também empresariada por Gugu Liberato e cantando e dançando lambada, o ritmo da época, o grupo era formado por Rosane Muniz, Miss Rio de Janeiro 1988; Adriana Colin, Miss São Paulo 1988, hoje jornalista; Mel Nunes, atriz de teatro, cinema e televisão; e Andréia Reis, Miss Santa Catarina 1985. O grupo fez inúmeros shows nacionais e internacionais e todas foram capa, juntas, da revista Playboy, em Outubro de 1998.


06 – As Meninas

06

As Meninas foi uma banda baiana de axé music e swingueira formada em 1997, sendo conhecidas também como As Meninas da Bahia. Originalmente o grupo teve como integrantes originais Carla Cristina nos vocais, Angélica e Cibele como backing vocals e dançarinas, Fernanda Barbosa na guitarra elétrica, Jujuba no saxofone e Ratinha, Titi e Dilmara como percussionistas, manuseando diversos instrumentos como tambor, bongô, ganzá e chocalho. Em 2002 com a saída de Carla Cristina, os vocais passaram para Flaviana Fernandes que deixou o grupo em 2007 junto com a maioria das integrantes. Em 2007 as integrantes originais Ratinha e Titi se juntam à nova vocalista do grupo, Taty Mell e às percussionistas Lenina e Nana, além das backing vocals Aline e Carol para a última formação do grupo, que durou apenas até 2009, quando o grupo se desfez definitivamente.


05 – Axé Blond

05

Axé Blond é um grupo de swingueira da Cidade Ademar. Já possuiu diversas formações.Começou em 1998 e terminou em 2006. Apesar do nome, o grupo toca pagode baiano e não axé, já que este é bem diferente do pagode baiano, no mesmo estilo de É o Tchan, e já teve como vocalista Gisele Neves e Lucynha Cyntra, recentemente o grupo voltou à atividade.


04 – Polegar

04

Alex, Rafael, Ricardo e Alan estouraram em 1989 com o hit de nome nada sutil, Dá pra mim. Eles também tinham Gugu Liberato como padrinho e lançaram a moda de jaquetas de aviador – aquela com uma pele branca na lapela. O único integrante cuja fama resistiu ao fim do grupo foi Rafael, mas não por motivos musicais: ele foi preso várias vezes por envolvimento com drogas.


03 – Br’oz

03

Br’oz foi um grupo musical brasileiro formado por cinco rapazes revelados na versão brasileira do programa Popstars em 2003, exibido pelo canal SBT, mesmo programa que revelou as garotas do Rouge no ano anterior. O grupo era formado por Filipe Duarte, Matheus Herriez, André Marinho, Jhean Marcell e Oscar Tintel. Com menos de um ano de estrada eles venderam mais de 350 mil cópias do álbum de estreia e 35 mil exemplares do primeiro DVD. Br’oZ teve dois singles número um no Brasil: “Prometida” e “Tudo o que Você Quiser”.


02 – Rouge

02

Formado em 2002 por meio do reality show Popstars, transmitido pela rede de televisão brasileira SBT e produzido pela companhia argentina RGB. O grupo era originalmente composto por Aline Wirley, Fantine Thó, Karin Hils, Luciana Andrade e Patrícia Lissa. No Brasil o Rouge é considerado o girl group de maior sucesso, baseando-se nas vendagens de discos. O sucesso do grupo foi impulsionado pelas canções “Não Dá pra Resistir”, “Beijo Molhado” e, principalmente, “Ragatanga”, este que ajudou a estabelecer o grupo como um fenômeno nacional, sendo denominado de “as Spice Girls brasileiras”. O grupo se separou definitivamente em 2005.


01 – Dominó

01

Empresariados por Gugu Liberato, os integrantes Afonso, Marcelo, Marcos e Nill emplacaram três músicas: Manequim, Companheiro e Tô P da vida, esta última era uma versão da música do italiano Lucio Dalla, chamada Tutta la vita.


Então é isso ai galera, esse foi o primeiro de dois post que farei sobre bandas dos anos 90, o próximo será das bandas internacionais.

Sei que muitos vão dizer que essa lista não está certa ou vão descordar de alguma banda, más essas foram as que lembrei e que achei que mereciam um destaque.


 

Gostou? Compartilhe!



[Total: 1    Média: 5/5]

Flamenguista fanático, viciado em animes, séries, filmes e games . Frase: “Eleve seu cosmo, aumente seu ki, confie no coração das cartas e nunca se alie ao lado negro da Força”.